The Craft Shoes Factory

Na busca por bons sapatos masculinos feitos no Brasil eu estive em São Paulo há alguns meses e visitei a The Craft Shoe Factory. A loja procura valorizar o processo de confecção dos calçados: a beleza do couro com suas características únicas e o trabalho do artesão, com corte e finalização cuidadosamente elaborados.

Eu conheci a marca pela internet, sempre traiçoeira. Não esperava grande coisa porque as fotos do site não fazem justiça aos produtos e o Instagram da marca só tem fotos fashionistas que vão na contramão de todas as propostas da marca. Foi só depois de uma visita pessoal que eu conheci a Craft de verdade.

Fui muito bem atendido por um vendedor e o Thales, um dos donos que estava por lá. A equipe da loja me permitiu observar os sapatos no meu ritmo enquanto conversávamos sobre como sapatos são feitos. Tive uma experiência muito agradável e aprendi bastante!.

Os sapatos The Craft Shoes Factory

sapatos the craft shoes factory

Os materiais dos sapatos estão um nível acima ao que estou acostumado a ver nas sapatarias nacionais.

Os sapatos The Craft são feitos de calfskin fullgrain que é mais resistente e elástico para marcar menos com o uso.

Todo couro no mercado é classificado em 8 níveis – quanto maior o número, menor a qualidade. Os produtos da Craft utilizam couro nacional de classificação 5, mas também tem sapatos importados de classificação 3 (bezerro francês) e de bezerro argentino (4).

A maioria dos sapatos é forrado 100% em couro e as palmilhas de montagem são todas de couro também. Isso é muito legal porque 90% dos sapatos no Brasil são montados sobre palmilhas de celulose que se esfarela com o tempo. Para reforçar a sola, os sapatos são blaqueados. É construção simples onde uma máquina de costura une a sola com a palmilha de montagem.

Os visual dos sapatos é muito melhor do que os bicos de pato vendido pela maioria das sapatarias nacionais. A forma que eles usam é bem mais agradável e ainda tem opção de meio ponto na numeração. Esse meio tamanho pode fazer toda a diferença em como o modelo encaixa no seu pé, e consequentemente, no conforto.

Eles tem uma muitos estilos de sapato, incluindo algumas tendências. Eu recebo comentários nestes posts sobre os double monks do McNairy e os monkstraps da Meermin, e a Craft tinha duas opções de sapatos double monkstraps nas cores marrom e preto.

O maior destaque da visita ficou por conta de outra marca que eles tem exclusividade no Brasil. A loja do Shopping Vila Olímpia vende sapatos da linha 1880 da inglesa Loake. Começamos a entrar no que torna um sapato muito bom!

A forma dos sapatos ingleses é magnífica, com algumas opções de cores raras nas lojas de sapato por aqui. Tons de caramelo, sabe?

Estes são feitos pelo método  Goodyear Welt, que tem o diferencial de qualidade e também um diferencial de design, já que o cabedal fica sobreposto ao solado, enquanto no processo mais simples o cabedal fica “embutido”.

O processo Goodyear Welt trata-se de um sistema que une as partes – cabedal + palmilha de montagem + vira + solado com mais de uma costura. Isso torna possível trocar o solado do sapato sem afetar o resto da estrutura. Além disso, o espaço entre a sola interna e a externa é preenchido por uma camada de cortiça e um pedaço de metal ou madeira, que propicia suporte e conforto com vida útil muito maior do que espumas de palmilhas.

Depois de muito usar um sapato da Loake você pode mandar de volta para que restaurem o cabedal e troquem a sola. A Craft faz a facilita o envio, fazendo a intermediação deste serviço mas também é possível enviar diretamente.

A diferença no método de construção levanta a dúvida de porque a Craft não optou pelo método considerado melhor. A resposta é que eles até gostariam de trabalhar com construção Goodyear, mas não existem as máquinas e nem quem saiba operá-las no Brasil. Além disso, o preço ficaria fora da realidade do nosso mercado.

Como foi o atendimento na loja?

O que me impressionou na visita foi a atitude do pessoal da Craft. Geralmente escutamos os vendedores dizerem como o produto é perfeito, “de qualidade e acabamento diferenciado”, feito com material de primeira, etc. Aquela coisa do marketing contar uma história linda e as vezes até montar um passado para a marca.

A equipe da loja foi transparente ao responder as minhas dúvidas e bem pé no chão. Eles fazem um excelente produto, mas sabem de suas limitações. Foram bastante abertos sobre os atributos, enaltecendo as qualidades  que existem de verdade ao invés de utilizarem frases abstratas.

Os sapatos da Loake servem de referência para o cliente quanto as diferenças e pontos que poderiam ser melhorados, até para a pessoa entender o que diferencia a qualidade dos sapatos e enxergar o diferencial de preço.

A história mais legal que escutei na loja foi que eles tentaram muito criar um serviço de sapatos feito sob medida, mas depois de muito tentar, só acharam um senhor capaz de produzir. O senhor de 80 anos ficou emocionado com a iniciativa, mas não teve como criar uma operação sustentável sem mão de obra suficiente. Ideia muito interessante, e quem sabe com o tempo e amadurecimento da clientela, eles consigam colocar em prática.

Tive a sensação de que o que eles fazem é o melhor dentro da realidade, tanto de produção do país quanto da faixa de preço que trabalham. Fazem o que podem, com o que tem, no momento que estão, e assim conseguiram equilibrar o tipo de demanda do consumidor nacional com o carinho que a família tem pelo ofício de se fazer sapatos.

Se você quer um sapato elegante para usar bastante e cuidar, vale muito mais a pena comprar um sapato na loja deles do que das marcas de alto luxo no JK Iguatemi. O sapato da Loake 1880 custa o mesmo que um sapato da linha básica da Ferragamo mas é bem melhor. Os sapatos de marcas de roupa, como Hugo Boss, Armani, etc, também são vendidos a preços muito mais altos por causa do nome da marca, mas são lixos. Por último, os sapatos da The Craft com certeza são uma opção melhor do que a grande parte das outras sapatarias nacionais, além do plus do serviço amigável.

Curtiu? Visite o site dos caras e não se esqueça de compartilhar o post!

banner-loja-geralPowered by Rock Convert
Lucas Azevedo
Escrito por Lucas Azevedo