Sapatos de Camurça: Quais as opções, como usar e o que fazer para conservar?

Bota Red Wing Iron Ranger Rough Out

Apesar de todo o charme que a camurça tem, muitas pessoas ainda não conhecem bem o material e ficam com receio de comprar.

Na maior parte dos casos, isso acontece porque acreditam, por engano, que a camurça é um material frágil. Ou que é muito difícil de cuidar. Alguns até acham que ela é um tecido. Acredita?

Ao contrário do que dizem essas histórias, um sapato ou bota de camurça, pode durar por muitos anos como qualquer outra peça de couro.

No texto de hoje eu vou te mostrar como pode apreciar esse material tão mal compreendido e usar mais botas e sapatos feitos de camurça!

O que é camurça?

couro camurça

Muitas pessoas não compreendem – e evitam – a camurça como ela realmente é pelo simples fato de não saberem o que ela é.

Camurça é couro. Você sabia? Muita gente acredita que ela é um tecido, mas a definição deste material é um “tipo de couro felpudo feito com a camada interior da pele de animais”

Como é feita a camurça?

Existem diversos tipos de couro, isso você já sabe. A diferença entre cada um é basicamente a oridem (qual animal) e qual tratamento a pele recebe (como ela é curtida).

A fabricação da camurça começa com a separação ao meio da pele de couro escolhida. A camada superior que é chamada de flor, é separada da camada inferior que é chamada de raspa.

Feito isso, a parte superior irá passar pelo curtimento e provavelmente se tornar o couro liso que você está mais acostumado a ver. O mesom é feito com a camada inferior, que após os devidos tratamentos, se transforma na camurça pronta para uso.

Um detalhe muito importante para os brasileiros, que não tem o mesmo acesso aos melhores couros, é que a diferença entre uma camurça muito boa e uma camurça razoável é muito pequena, já que ambas são feitas com a metade inferior (raspa) do couro onde os grãos são mais soltos.

Porque isso é bom para gente? É porque o cabedal de um sapato “barato” de camurça não vai ser tão inferior quanto o de um sapato “caro” de camurça. A diferença de qualidade não é tanta quanto acontece com couros lisos.

Rough out Leather: A camurça “barra pesada”

Até agora, venho dizendo que a camurça é conhecida por ser macia e suave. Mas então, como ela pode ser um material tão bom para botas robustas?

Existe uma variante do processo de confecção da camurça que não utiliza a camada inferior e produz a camurça a partir da flor, aquela camada superior que normalmente se torna o couro liso.

O resultado é conhecido como “Rough out leather”, “full grain suede”, ou “couro virado ao contrário”. Este couro não é necessáriamente mais espesso, já que a espessura do couro pode variar conforme a especificação do fabricante.

A sua vantagem é ser feito com a camada superior, onde as fibras são mais densas e mais fortes. Este couro é tão resistente e firme quanto o couro liso, pois é literalmente a mesma peça virada ao contrário. Ao manusear um calçado feito em rough-out sem forro, você vai com certeza notar como a parte interna lembra o que você normalmente vê no cabedal de um sapato.

Uma curiosidade muito bacana, para provar a forma dese couro, é que a camurça rough out foi usada por soldados de vários países nas Guerras Mundiais, incluindo as boondocker boots dos americanos.

Ainda duvida da resistência da camurça? O que é a sua caminhada diária perto do maior conflito na história da humanidade.

Como usar botas e sapatos de camurça?

botas clarks de camurça

Agora que você já sabe que pode comprarcalçados de camurça sem medo, vamos falar sobre os principais tipos de sapatos masculinos feitos com esse material e como você pode combinar com o seu estilo.

Para começar, vale lembrar que todo calçado de camurça é mais casual que seu correspondente em couro liso. Isso é muito legal, porque o calçado acaba ajudando a descontrair combinações sérias.

Parte da graça da camurça é justamente o fato de ela ser mais despojada. Com o modelo certo, você consegue deixar um visual sério muito mais casual, ao combinar, por exemplo, um loafer de camurça com costume ou calça social e paletó.

Por exemplo: a camurça ajuda a equilibrar estilos de sapatos que são mais formais com as peças despojadas. O mesmo acontece com botas mais pesadas e robustas. Elas ficam visualmente mais leves, com um aspecto “folk”, quando são feitas em camurça.

E como qualquer peça de roupa casual, os sapatos de camurça não necessitam de cuidados constantes. Veja bem, um sapato social masculino deve estar sempre bem lustrado para ocasiões especiais. Já a calça jeans, desbota com o tempo e fica mais bonita. A mochila de lona, fica incrível quando tem muitas marcas de viagens. Certo? Pense na camurça como esse tipo de peça!

A seguir, vou compartilhar meus estilos de botas e sapatos favoritos em camurça. Também vou compartilhar algumas fotos para te ajudar a encontrar inspiração.

1. Como usar botas de camurça

Bota Red Wing Iron Ranger Rough Out

Existem uma série de botas no mercado e a grande maioria pode entrar no lugar do tênis, ou até substituir aquela bota worker para dar aquela leveza que falamos e descontrair o estereótipo “homem de botas”.

Chukka Boots de Camurça e Desert Boots

bota chukka de camurça
Foto Ethan Wong

Estes clássicos estão ligados ao esporte Polo e às campanhas do exército britânico em países africanos durante a Segunda Guerra mundial.

Acredito que os jogadores de polo calçavam essas botas baixas durante os intervalos. Com o tempo, elas passaram para o guarda-roupa casual. Gosto da referência ao intervalo dos jogadores de polo, porque me faz pensar que é uma bota para quem gosta de estar alinhado, mesmo nos momentos de descanso.

As desert boots são as versões ultra casuais das chukkas. Inspiradas no deserto, como evidencia o nome, elas chegaram à Inglaterra baseadas em sapatos vistos no Cairo durante a Segunda-Guerra. A principal diferença entre as duas o solado de crepe e o formato normalmente mais arredondado.

Chelsea Boots de camurça

botas chelsea de camurça

Um clássico que ficou muito famosa nos anos 60 após os Beatles a usarem com frequência.  A bota chelsea é caracterizada por uma faixa elástica na lateral.

O clichê é que ficam melhor se usadas com calças mais justas, mas elas também podem ser combinadas com calças mais largas de bainha curta, ou até bem soltas no tornozelo.

Na hora da compra fique atento ao formato. Quanto mais larga, arredondada e alta for a sua chelsea, mais casual ela será. As com aspecto rústico são ótimas para combinar com calça jeans.

Work Boots

bota de camurça visvim
Foto @simpleunion

As variações de work boots, com ou sem cadarço, ficam incríveis em camurça. Deixa tudo com menos cara de fábrica, e mais cara de campo. Menos revolução industrial, mais cowboys & indians.

Escolhi as fotos acima, do instagram @simpleunion porque são um bom exemplo de como a camurça deixa o estilo worker mais “leve”.

Aqui, o rough out é uma excelente ideia devido a sua resistência a abrasão e da possibilidade de ser feito um tratamento de impermeabilização com aplicação de óleo. Elas podem acompanhar o usuário por diversas histórias adquirindo sempre mais personalidade.

2. Como usar sapatos de camurça

sapato brogue de camurça

São vários os estilos de sapato em camurça. Basicamente todo sapato masculino de amarrar e todo loafer masculino pode ser feito nesse material.

Sapato de camurça é show! Sabe aquele modelo que é social demais para usar com calça jeans? Troque pelo mesmo modelo feito em camurça, e pronto!

Você pode combinar até mesmo com roupas de alfaiataria, para dar aquele toque casual que já falamos. A textura é perfeita com aquela textura amarrotada do linho no verão, e também com o aspecto ásperos e felputo dos tecidos de inverno.

Loafers de camurça

loafers de camurça

Sabia que o loafer era o sapato casual original, quando ainda não existia o tênis? Ele é ersátil e bastante confortável, podendo ser usado em qualquer ocasião.

Por ser bastante versátil, você pode combiná-lo com bermudas e calça jeans para deixar um look casual um pouco mais elegante, ou mesmo com calça social e terno para deixar seus momentos de elegância um pouco mais descontraídos.

Nos países europeus, ele é considerado um sapato de verão e por isso criou-se o hábito de calçar sem meias. Você pode fazer a mesma coisa aqui!

Derby e Oxford: Sapatos de amarrar feitos em camurça

sapato oxford de camurça

Os sapatos masculinos de amarrar costumam ser mais sociais, sendo o derby o menos formal entre eles.

O oxford de camurça fica melhor com um terno em tecidos que tenham alguma textura. Fica muito bom com hopsack, fresco, linho ou até tweeds.

Você pode usar um sapato social de camurça escura com tweed no inverno e um claro com algodão e linho no verão. Com o terno completo, eu gosto quando eles tem detalhes brogue para balancear a seriedade do sapato oxford com a descontração da camurça.

sapato derby de camurça

O derby é um pouco mais fácil de usar com as roupas do dia-a-dia. Fica excelente com calças jeans ou calça chino. Um derby brogue fica excelente com uma calça social. Tem aquelear intelectual “divertido”, tipo o profesor interpretado por Robbin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos

E agora que você conheceu os os estilos e a versatilidade dos sapatos de camurça? Ainda acha difícil de usar ou deu para perceber que existem várias maneiras de você combinar no dia-a-dia?

Para finalizar esse post… Como nada dura para sempre, vou te dar algumas dicas para que o seu sapato ao menos siga firme por muitos anos!

Como conservar seus sapatos de camurça

bota red wign merchant em couro rough out

Uma bota de camurça pode te acompanhar por anos e anos, com poucos cuidados, e ficar ainda mais bonita com o passar do tempo. A camurça é um material com alta durabilidade muito fácil de cuidar. Não é difícil limpar um sapato de camurça se o seu objetivo for manter ele com aspecto de novo pelo maior tempo possível.

Mas anote essa dica: Toda roupa casual, como é o caso da calça jeans, jaquetas de couro, botas masculinas, recebe muito bem as marcas de uso. Calçados de camurça fazem parte dessa categoria casual que não demanda uma preocupação exagerada com a limpeza.

Mesmo sem muitos cuidados, a camurça pode ficar até mais bonita com o passar dos anos. Afinal, parte do seu charme se deve justamente ao aspecto usado. Aceite as marcas, pois nesse caso elas tornam o seu calçado ainda mais bonito.

Como sabemos que a aparência não é o único motivo para limpar o sapato, um mínimo de manutenção é importante mesmo se tratando da mais rústica das botas. A durabilidade pode ficar prejudicada se você não fizer o mínimo para manter o calçado, seja ele de camurça ou qualquer outro tipo de couro. Seguem algumas dicas para você cuidar do seu sapato de camurça:

  • Mantenha seu calçado sempre seco.
  • Em camurças claras, uma boa idéia é aplicar um spray impermeabilizador, que ajuda a proteger da sujeira e torna a limpeza mais fácil.
  • Se deseja limpar, começe passando uma escova no sentido da fibra. Pode ser uma escova de dente mesmo, ou aquelas escovas para calçados que você pode encontrar em supermercados ou lojas de sapatos.
  • Para se livrar de manchas maiores, você pode usar uma borracha dessas brancas comuns de escola. Mas atenção: não use borrachas coloridas!
  • A hidratação do couro é sempre importante. Você pode adquirir um limpador/hidratante de camurça em sapatarias e supermercados. São produtos em spray de fácil aplicação.
  • Manchas de óleo na sua bota são muito difíceis de serem retiradas, mas não impossíveis. Aplique uma camada fina de fubá e deixe agir durante toda a noite. Se o calçado for de cor clara você também usar talco. Retire o excesso dos produtos com uma escova de limpeza.

Se você gostou das dicas rápidas, pode conferir este guia completo para limpar sapatos de camurça.

Gostou de aprender mais sobre a camurça? Não tenha medo de comprar uma bota de camurça ou um sapato feito com este couro. Vivemos em um país tropical, com um cultura bastante casual. Este couro despojado é excelente para deixar os looks mais leves e incorporar elementos clássicos sem deixar a combinação séria demais.

1 comentário em “Sapatos de Camurça: Quais as opções, como usar e o que fazer para conservar?”

  1. Lucas, além de todo o conhecimento e tudo que aprendo no seu blog, há um aspecto inestimável em ter te conhecido: a minha relação com as roupas, acessórios e calçados. Se antes em me preocupava em manter tudo impecável, sem riscos ou arranhões, agora eu adquiri a noção de que as marcas de tempo podem ser bem legais no visual. Certa vez você escreveu que um calçado sem arranhões não tem história. Isso é sensacional, mudou totalmente minha visão sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *