Lucas Azevedo

Apaixonado por experiência do cliente, varejo e produtos. Criei o Só Queria Ter Um para compartilhar minhas experiências com botas, raw denim e vintage!

steve mcqueen triumph

O estilo cool de Steve McQueen

Steve Mcqueen foi o grande astro de filmes de ação dos anos 60 e 70. O ator personificou a figura do anti-herói em uma época em que a contracultura americana estava redefinindo o conceito de heroísmo. Ele é o rei do cool. Basta este título para respeitarmos o estilo do cara.

A pessoa real por trás dos personagens também foi controversa, uma figura tão icônica quanto seus personagens no cinema. Seu jeito rebelde complementava perfeitamente os seus personagens. Um cara autêntico.

O ator foi um protagonista diferente do que o público estava acostumado. Nos seus personagens é possível enxergar tanto o bom quanto o ruim, algo impensável para um mocinho de Hollywood.

Ter uma vida sem defeitos é impossível e o novo herói passou a ser definido por suas ações.
McQueen viveu apenas 50 anos, mas viveu para se tornar um dos maiores ícones de estilo de todos os tempos.

Bob Dylan – Ícone da Música e de Estilo

Eu ainda não era vivo durante o auge do Bob Dylan, mas graças a meu pai sou muito fã do trabalho dele.

Por sinal, antes de continuar, vou recomendar uma outra banda, que o Bob Dylan foi um dos grandes responsáveis por lançar: The Band.

Ok… continuando.

O cantor folk de atitudes imprevisíveis é um homem de muitas caras. No começo da carreira ele tinha visual inspirado no workwear, em seguida partiu para o folk total, e quando plugou seu violão, tudo ficou escuro.

Em termos de inspiração visual eu prefiro o Dylan no começo de carreira, apesar da imagem icônica calçando chelsea boots com calças apertadas e óculos ray ban.

A verdade é que o cara consegue deixar tudo legal. É tipo a voz dele, que era para não ser bonita, mas moveu uma geração inteira.

Take Ivy: A moda Ivy League das Universidades Americanas

A Ivy League é um grupo de oito universidades de prestígio dos Estados Unidos: Harvard, Yale, Princeton, Brown, Columbia, Pennsylvania, Cornell e Dartmouth. O originalmente se referia à liga esportiva formada por essas universidades, e vem da hera que cobre vários prédios dessas instituições.

Nos últimos anos da década de 1950, o estilo de se vestir dos alunos começou a chamar a atenção e influenciar a sociedade americana em geral e também outros países. Em 1965, no Japão, foi lançado o livro “Take Ivy”. O livro foi resultado de uma viagem de quatro japoneses aos campus dessas universidades. Interessados em registrar e tirar fotos do estilo de vida dos estudantes, fizeram o que seria o registro definitivo do estilo.

As fotos retratam cenas do cotidiano em universidades como Harvard e Princeton em uma época de grandes mudanças, nos que seriam os últimos anos desse estilo clássico.

O estilo durão de Clint Eastwood

Qual é é a fórmula mágica de Clint Eastwood? Aos 87 anos, o astro segue ativo como ator, diretor, produtor, músico e até político. O cineasta é admirado por ser um octogenário que segue rodando, e rodando muito bem.

Em meados da década de 1950, Clint Eastwood deu seus primeiros passos em Hollywood. Ele ainda não havia formado seu característico personagem de cara forte e pesada. Ainda estava correndo atrás de se vender como ator.