0
review jeans levis 501
Roupas Test Drive

Review: Calça Jeans Levi’s Vintage Clothing 1944 e 1966

Qual tamanho eu devo comprar? Quanto eles encolherão? Qual a diferença entre 1933 e 1966? Quando devo lavar? Estas são apenas algumas das perguntas feitas pelos clientes interessados nos jeans Levis 501 raw e sem sanforização da Levi’s Vintage Clothing.

Eu respondi alguma dessas dúvidas no guia com as versões do jeans 501 e tenho fotos no blog com o corte do Levis 501 1933, inclusive com o antes e depois de lavado. Pra ajudar você a entender a diferença nos detalhes e no corte dessas calças eu tirei algumas fotos da Levis 501 1944 e 1966 que comprei no site da Levis Brasil.

Tecido pesado e rígido até ser usado, comprar um tamanho diferente para encolher em casa, os jeans 501 antigos são sem sombra de dúvida o santo graal até entre o melhor dos novos jeans japoneses. Admiram os originais com tanta força que a Levi Strauss & Company apresentou uma queixa No Tribunal Federal de São Francisco em janeiro de 2007, alegando que cinco marcas japonesas haviam infringido as marcas registradas de seus jeans, como a etiqueta vermelha no bolso traseiro, a assinatura em forma de V no bolso e o logotipo dos dois cavalos puxando uma calça.

Antes dessa ação, você podia encontrar jeans Sugar Cane em edições que reproduzem calças Levis 501 dos anos históricos como 1944, 1955, 1966. Essas reproduções eram ainda mais detalhadas do que as da LVC, com zíperes e botões antigos originais encontrados em fábricas e galpões abandonados. Hoje a maioria das marcas ainda se baseia nos cortes das 501 de épocas diferentes mas agora podemos contar com reproduções feitas pela própria fonte.

Houveram pontos ao longo dos anos que marcaram mudanças significativas no clássico 501 e a Levis Vintage Clothing reproduz essas calças. Os anos 1944 e 1966 são dois destes marcos e vou te mostrar como elas ficaram no corpo e os detalhes que diferenciam estes dois modelos.

Levis 501 1944 – Esforço de Guerra

Calça Levis 501 1944

Em 1944, o governo dos EUA exigiu que todas as empresas racionassem materiais como tecido, fio e metal. Assim, o 1944 LVC 501 foi feito alguns rebites. O Departamento de Guerra também determinou que a famosa costura do bolso da Levi’s – chamada Arcuate – era “decorativa e um desperdício de fios”. Então, ao invés de perder sua marca registrada, a marca pintou o arco em cada par de jeans Levis 501 enquanto durou a segunda guerra.

Esse foi o primeiro jeans que coloquei no carrinho quando descobri a promoção no site da Levis. Eu tenho uma calça da Levis Vintage Clothing que é uma reprodução do 501 de 1933. Gosto demais, mas ela tem alguns detalhes que diminuem a versatilidade. Os botões para suspensório e a fivela atrás são incríveis, mas colocam o rótulo de retrô em qualquer roupa que eu usar.

O 501 1944 tem o corte é muito parecido com o 501 1933, incluindo o detalhe que eu mais gosto: a cintura alta. É alta mesmo, ok? Cada um tem seu ponto de referência e para alinharmos, a cintura do 501 moderno é considerada baixa. A cintura dessa caça bate no meu umbigo.  A diferença é que ela não tem os botões e a fivela, além de ter os rebites escondidos.

Vou te mostrar alguns detalhes dessa calça jeans:

Detalhes:

  • A fivela ajustável e os botões de suspensório e rebite da virilha desapareceram por causa das economias de guerra. O rebite no bolso do relógio também saiu, mas os do bolso da frente continuaram:

Calça Levis 501 1944

  • Em algumas réplicas, o tecido do bolso é estampado ou listrado (as réplicas de 2009 e 2010 possuem bolsos em sarja espinha de peixe verde). Os rebites nos bolsos de trás foram mantido, já que era considerado um detalhe necessário para a qualidade do produto. Ele fica escondido por baixo do tecido. Reparem também que a linha de costura é laranja e amarela. Em algumas 501 ela é toda amarela:

Calça Levis 501 1944

  • Os arcos no bolso são pintados ao invés de costurados, também para economizar algodão. Os rebites do bolso de trás estão ali, escondidos. Toda calça da LVC vem com etiquetas de sua época e no bolso da 1944 vem a tag avisando as pessoas “ei, os rebites ainda estão aqui!”. A tag vermelha tem LEVIS, com o “big E”:

Calça Levis 501 1944

  • Se não me engano, o peso do denim também é mais leve, novamente para economizar em matérias-primas. Nas réplicas da LVC, o peso do denim é geralmente de 12 oz, em comparação com os 12,5 ou 13 oz dos jeans de 1937 e 1947. O jeans é selvedge, denim da Cone Mills:

Calça Levis 501 1944

  • Os botões do fecho foram simplificados, com design “donut” para gastar menos metal. A calça tem 5 botões no cós. Os rebites são revestidos de cobre ao invés de cobre sólido. Novamente, para economizar:

Calça Levis 501 1944

  • O patch é de couro com o desenho dos 2 cavalos. A frase de garantia “Every garment guaranteed” ainda aparece. A denominação do lote da calça ainda segue o formato 501XX:

Calça Levis 501 1944

Corte:

O Levis 501 1944 se assemelha ao 1933. Os dois tem o corte bem parecido, com a cintura alta e perna reta. Ela é bem quadradona. Nessa foto eu dobrei a barra duas vezes, o que deixa ela um pouco menor.

Calça Levis 501 1944

Numeração:

Comprei uma numeração acima do normal. Eu fiz isso porque queria um caimento largo, bem vintage mesmo.

Levis 501 1966 – Flower Power

Calça Levis 501 1966

Este é o ano em que a tecnologia tornou-se desenvolvida o suficiente para criar uma costura tão forte quanto os rebites tradicionalmente usados. Sim, adeus a o que foi uma patente que diferenciou a Levis de todas as outras marcas. Assim, começando em 1966, a Levis acabou com os rebites do bolso traseiro (que mesmo escondido tinha a tendência de arranhar superfícies) de uma vez por todas. Essa época também foi conhecida como a era “Bob Dylan”.

Confesso que não sabia muito bem o que esperar da 501 de 1966. Foi uma compra para aproveitar a promoção, muito de curiosidade. Gostava das fotos que via na internet, o 1947 estava esgotado, e ele parecia uma alternativa slim interessante.

Isso… o Levis 501 de 1966 é uma calça slim. Novamente, volto no que cada um considera slim. Lembra que estamos falando de 1960 em comparação com o histórico dos 501 até então. A cintura também é bem mais baixa mas nada de cofre aparecendo quando você senta. Ela bate cerca de 4 dedos abaixo do umbigo.

Vamos aos detalhes que te mostro melhor.

Detalhes

  • O reforço nos bolsos traseiros passa a ser feito por costuras “bar tacks”. A tecnologia evoluiu e esse ponto finalmente ficou forte o suficiente para substituir os rebites, que mesmo escondidos por baixo do tecido, continuavam a aparecer, pois comiam o jeans. Você pode ver costuras de nylon preto nas bordas superiores dos bolsos e elas ficam bem aparente olhando por dentro.

Calça Levis 501 1966

  • A garantia também foi retirada do patch (não tem mais aquela frase do 1944) e o patch não é mais de couro. O código de modelo deixa de ser 501XX e passa a ser 501

Calça Levis 501 1966

  • O arco do bolso é costurado com máquina de linha dupla e é mais raso e fino. Os bolsos traseiros são mais quadrados. As linhas de costura em torno das margens são quase paralelas. A tag vermelha segue com o Big E e agora passa a ter a marca impressa dos dois lados.

Calça Levis 501 1966

  • Os rebites continuam no bolso da frente e voltam no bolso do relógio (que agora ninguém mais põe relógio). Esses rebites tem o topo arredondado. Os botões da cintura e do fecho voltam a ser sólidos, sem o espaço oco no meio. A calça tem 4 botões no cós.

Calça Levis 501 1966

  • O jeans é selvedge. Eu achei ele mais azulado do que o tecido de 1944. Ela é feita com denim da Cone Mills.

Calça Levis 501 1966

Corte

Calça Levis 501 1966

Este é o primeiro 501 mais justo, muito menos boxy do que qualquer um dos anteriores. O corte da coxa é arredondado e ele afunila na boca – o que às vezes é chamado de ‘corte cenoura’.

Corte forma de “cenoura”, com a cintura mais baixa do que os antecessores. Modelagem slim, quase como o 1947. Comparado com este outro modelo, o 1966 é ligeiramente mais largo na coxa e afunilando-se até a mesma largura na bainha, com a “bunda” mais ajustada.

Como falei, a cintura é bem mais baixa do que o 501 de 1944. Já é uma cintura mais próxima das calças de hoje.

Essa combinação de perna e cintura deixa a calça bem mais contemporânea. É um jeans que você usa e ninguém repara ser uma reprodução de algo de 50 anos atrás.

Numeração:

Comprei o meu tamanho normal para um caimento autentico dos anos 60. As coxas são razoavelmente generosas, então não fica apertado.

Só mais uma coisa: Essas calças não são sanforizadas. Ou seja, o denim não é pré encolhido. Recomenda-se deixar elas de molho antes de começar a usar. Costumam encolher em torno de 5 cm no comprimento e pouco mais de 1 cm na cintura (ela relaxa novamente com o uso). Eu tirei fotos do meu 501 1933 antes e depois de encolher. Leve isso em consideração quando experimentar!

E é isso aí! Espero que você tenha gostado. Caso queira fazer a review da calça de outro ano pode entrar em contato ou deixar um comentário para combinarmos. O pessoal agradece.

Eu não sei se essas calças voltam para o site da Levis Brasil, mas eles estão disponíveis em lojas online pelo mundo e você também pode conferir algumas outras lojas incríveis para comprar raw denim nessa lista das minhas favoritas.

Você também pode gostar

Nenhum Comentário

    Deixe uma Resposta