Chapéu Panamá: Como escolher um chapéu de palha perfeito para o verão

Powered by Rock Convert

A primeira peça tradicional a desaparecer do vestuário masculino foi o chapéu.

A mudança das normas sociais e o desenvolvimento da tecnologia são os responsáveis mais prováveis. Em seu livro, Hatless Jack, Neil Steinberg coloca o início do fim no final do século XIX.

A virada de chave final foi quando John F. Kennedy, se recusou a vestir um chapéu em sua posse, tornando a retirada do acessório um dos símbolos dos novos tempos.

O chapéu passou a ser visto como como ultrapassado após a segunda guerra, quando a sociedade começou a valorizar o jovem rebelde e a liberdade que começava nos cabelos longos.

Numa época em que a informalidade passou a ser igualada à autenticidade e autoexpressão, o chapéu Fedora e seus primos passaram a carregar um ar caricato e careta.

Isso não significa que você não pode usar chapéu. Vivemos no período de maior variedade de estilos. Como os ternos e os blazes, hoje em dia os chapéus representam uma escolha estética e não mais normas sociais e de etiqueta.

Bonés são comuns, mas se você quiser experimentar algo um pouco mais tradicional, comece com um chapéu de palha no verão!

O chapéu de palha tem algumas vantagens. Apesar da sombra da aba grande esconder um pouco o rosto, ele não tem a bagagem social dos modelos feitos de feltro.

Ao contrário dos bonés, que se moldam ao formato da cabeça, a chapelaria tradicional mantém sua estrutura, deixando tudo com um ar mais sofisticado. Funciona como uma coroa que ajuda a alongar seu rosto enquanto enquadra seus pontos fortes.

Instagram Jim Parker

Como os chapéus de palha estão automaticamente atrelados ao verão e à primavera, você tem uma boa desculpa para usá-los. A melhor desculpa para usar chapéu é se proteger do Sol.

Acima de tudo, um chapéu de palha é versátil. Dependendo do design, ele também pode ser usado com ternos e outras peças de alfaiataria, como Jim Parker, do The Armory, demonstra acima.

O mesmo chapéu também pode ser usado com jeans surrados, camiseta, com uma calça e camisa polo, ou mesmo com calças de linho e parkas. É muito difícil encontrar um estilo de roupa que não possa ser usado com o chapéu de palha.

Como escolher seu chapéu de palha

Usar chapéu pode parecer estranho para quem não está acostumado. Para te ajudar a experimentar a ideia, eu separei algumas dicas que vão colaborar para a escolha ideal!

Conheça seu tamanho

Enrole uma fita métrica em volta da cabeça, logo acima das orelhas. Esse diâmetro, em centímetros, é o tamanho do seu chapéu.

Tenha certeza de que ele está confortável

Chapéus tradicionais podem encolher com o tempo. Se o chapéu estiver apertado quando você experimentar, a tendência é ficar ainda menor.

Ao contrário dos chapéus de feltro, nem todos os chapéus de palha podem voltar à forma original. Ao comprar, verifique se o chapéu ficou realmente confortável.

Se estiver um pouco apertado, é  melhor optar por um tamanho maior. É fácil ajustar um chapéu que está um pouco folgado, colocando uma faixa no seu entorno interior.

Escolha a melhor cor

Se você tem vontade de começar a usar chapéu mas está inseguro, comece por um tom um pouco mais escuro.

Um dos chapéus que eu acho mais bonitos é o modelo Napoli da Lock & Co, feito em sisal. O chapéu possui uma bela tonalidade amendoim e é tecido com a trama um pouco mais solta.

A combinação dá à peça um ar mais casual e discreto do que o tradicional Panamá de cor creme. Algo positivo para um acessório que não é comum.

Seguindo por esta mesma linha, cores diferentes e mais escuras (verde, azul marinho e até mesmo preto) ajudam a sair do comum e reduzem o risco de você ficar parecendo um turista.

Opte por abas mais largas

Geralmente os homens tendem a escolher chapéus com abas tímidas, pensando que por serem menores, chamarão menos atenção. Mas a dica é: abas grandes conferem um ar muito mais estiloso ao look.

Uma aba à la Frank Sinatra pode ser legal em certos ambientes, mas no geral fica com um ar ultrapassado no dia-a-dia. Uma aba tradicional pode parecer grande no começo, mas você ficará satisfeito com sua compra no futuro.

Aposte em algo em torno de 6,3 cm.

Opções para um chapéu de palha

Quanto mais fina a trama da palha, mais refinado será o chapéu (e mais dinheiro custa).

Se você está procurando pelas melhores opções, marcas estrangeiras como Worth & Worth, Optimo e Brent Black são ótimos pontos de partida. Elas tem os chapéus de palha finos feitos no Equador, os verdadeiros Panamá, que na minha opinião ficam melhores com a alfaiataria tradicional.

Para algo mais casual, eu gosto das opções da No Man Walks Alone. Alguns deles são bem desestruturados e rústicos, que ficariam ótimos com uma camiseta folgada e jeans. E uma opção estrangeira mais acessível, que acerta todos os detalhes, é a japonesa HW Dog & Co.

Alguns outros modelos gringos específicos são:

J. Crew (US $ 49,50)

Equilíbrio entre design moderno e preço acessível. O chapéu de palha de J. Crew tem uma “contagem de fios” mais baixa do que chapéus refinados mas custa muito menos. O aspecto rústico facilita combinações com roupas casuais.

Yellow 108 Stevie Straw ($104)

Assim como no chapéu J.Crew, a palha tecida de ervas marinhas do chapéu Yellow 108 é um pouco mais áspera que a do que o Panamá, mas se encaixa perfeitamente em looks de verão e produções bem casuais, como mostram as fotos do produto.

Lock & Co. Napoli

Minha opção favorita se eu pudesse escolher qualquer chapéu de palha dessa lista. O Napoli da Lock & Co é feito de sisal, é um tipo de fibra extraída de uma planta nativa do Brasil. É uma fibra forte e eu acho que a cor um pouco mais escura é mais fácil de usar do que o branco e off-white. Dá ao chapéu uma aparência mais viva e a borda costurada parece mais casual.

Chapéu Panamá Nacional

Mas, o melhor é ter uma opção nacional para experimentar. Seguem algumas sugestões:

Bora cobrir essas carecas!

Powered by Rock Convert
Equipe SQT
Escrito por Equipe SQT