A Jaqueta Bomber A-1

Jaqueta Bomber A1
Powered by Rock Convert

 

Os blazers estão fora e as bombers estão dentro. A jaquetas jaquetas mais “dopes” do momento são as MA-1, mas tem outras legais também, sem precisar apelar para as varsity. Todas essas bombers, assim como a maioria dos clássicos do guarda roupa masculino, são respingos dos uniformes militares ou esportivos. A jaqueta A-1 é um modelo especial entre elas, porque tem um pouquinho de cada universo.

Não existia nenhum uniforme especializado quando o primeiro avião apareceu. O protótipo da jaqueta A-1 foi uma jaqueta civil que o pessoal começou a usar para voar, antes das determinações militares formalizarem o design das jaquetas de aviação. Ela também servia para jogar golfe, caçar, e outras atividades de lazer que hoje tem as roupas menos legais do universo, mas aparentemente tinham tudo de legal no passado.

Ninguém sabe ao certo quem inventou essa proto A-1, e nem exatamente quando, mas as forças aéreas americana oficializaram o modelo de jaqueta A-1 como uniforme adequado em 1927. O modelo oficial precisava ser da cor oliva, era feito de couro de ovelha e tinha cintura e punhos de malha elástica. A gola era alta e dobrável, e também precisava de dois bolsos com abas abotoáveis na frente,  fechamento frontal por botões, que terminava em dois botões na parte de malha. Elas podiam ser usadas com capacetes de couro e sua escolha de gravata borboleta.

Pilotos com jaqueta bomber A-1 em 1925

O reinado da A-1 foi curto. Não demorou muito para ser substituída pelo famoso modelo A-2, em 1932. Depois disso esse estilo de jaqueta meio que sumiu do mapa. Ele apareceu de novo no velho continente, entre os italianos, por exemplo, que criaram jaquetas como a Valstarino de 1935. E assim, trazendo a A-1 de volta as origens civis.

 Jaqueta Bomber A-1 Jaqueta Bomber Valstar Camurça A-1Detalhe do punho de uma jaqueta bomber de couro tipo A-1 Jaqueta bomber de piloto A-1

banner-loja-geralPowered by Rock Convert
Lucas Azevedo
Escrito por Lucas Azevedo
Apaixonado por experiência do cliente, varejo e produtos. Criei o Só Queria Ter Um para compartilhar minhas experiências com botas, raw denim e vintage!