Pular para o conteúdo

Plantas no apartamento: Quais cultivar na decoração?

Plantas para o apartamento

Preparamos este post para falar um pouco sobre as plantas na decoração e sobre quais espécies são mais indicadas para quem mora em apartamento, mas não têm muito tempo de sobra ao longo do dia para dar aquela atenção toda especial a elas — se você faz parte desse time, como eu, não perca!

Existem diversos motivos para cultivar plantas dentro de casa, começando pela estética. A combinação de tonalidades e cores das plantas com os demais objetos consegue repaginar os cômodos e trazer mais vida a todo o ambiente!

Elas também são capazes de criar microclimas perfeitos, reduzindo problemas com excesso ou escassez de umidade do ar, além de trazer mais aconchego e leveza aos moradores.

Mas, antes de comprar a plantinha ideal para o seu apartamento, é importante verificar quais são os cuidados que você precisará ter. A seguir, vamos apresentar 5 plantas super indicadas na decoração de apartamentos. Fique com a gente!

Suculentas

Suculentas

Existem mais de 1.600 espécies, sendo a família Cactaceae (ou popularmente conhecida como cactos) parte integrante desse vasto grupo de suculentas. A característica comum entre toda essa variedade está na capacidade de reter uma grande quantidade de água em suas folhas. Por isso, não precisam ser regadas frequentemente. Mas é fundamental deixá-las próximas a lugares diretamente iluminados pelo Sol.

Dica: a melhor forma de saber quando regar novamente suas plantas é colocando o dedo sobre a terra. Se você se sujar com o contato (sinal de que está úmida), ainda não é a hora de regá-las. Anotado?

Jiboias

Planta JIboia

Essas plantas são excelentes apostas para deixar o visual de salas de estar e varandas mais aconchegantes — por causa das tonalidades de verde-claro e verde-escuro nas folhas. Ah! É importante dizer que não necessitam de iluminação solar direta. Assim, a inclusão dessas espécies em áreas claras na casa já é suficiente, certo?

Por serem plantas tropicais, precisam ser regadas, em média, 3 vezes por semana no verão. Mas cuidado! A espécie deve ser evitada dentro de casas com crianças e animais, pois suas folhagens são tóxicas!

Lírio da paz

Lírio da Paz

Suas folhas têm tonalidades e cores brancas e verdes — garantindo um visual super sofisticado, por exemplo, quando colocada sobre a mesa de jantar. Contudo, é preciso tomar cuidado quanto à sua exposição solar, porque o contato direto pode danificá-la e, até mesmo, queimá-la.

A espécie precisa ser regada, em média, 3 vezes por semana, e o solo deve estar sempre úmido. Assim como as jiboias, o lírio da paz também tem folhagens tóxicas e deve ser mantido longe do alcance de crianças e animais, tá?

Samambaias

Samambaias

Os locais mais recomendados na casa para as samambaias são os quintais cobertos e garagens, pois são áreas sem iluminação direta solar. Mas áreas com pouca iluminação também não são interessantes para mantê-las bonitas e radiantes. Elas ficam incríveis se estiverem em ambientes meio-termo!

A irrigação pode ser feita 4 vezes por semana, desde que o solo esteja úmido. Dica: por serem extremamente delicadas, evite colocá-las em áreas ventiladas da casa, está bem? :D

Espada de São Jorge

Espada de São Jorge no apartamento

Essa é a favorita de quem passa dias fora de casa, mas ama uma planta na decoração. Isso porque ela suporta longos períodos de estiagem, sem ser danificada.

Além disso, ela dá um charme único na casa por causa de suas folhas com formatos verticais e tons marcantes. No verão, o mais recomendado é regá-las a cada duas semanas e, no inverno, a cada mês! Moleza, né?

Portanto, o uso das plantas na decoração é essencial para dar aquele toque que faltava na transformação do seu cantinho em puro conforto e sossego. Ainda que você more em um apartamento, é muito possível incluí-las no seu projeto decorativo, como você pôde ver! 

No entanto, alguns cuidados básicos são necessários, como sempre regá-las na medida certa, pois o excesso de água pode afogá-las. Além de jamais esquecer de alimentá-las com adubo. Afinal, elas precisam dessa matéria orgânica para sobreviver.

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *