Chore Coat: Cool Hand Luke e o Uniforme de Trabalho

Powered by Rock Convert

Cool Hand Luke, estrelado por Paul Newman, é um clássico e, sem dúvida, um dos meus filmes favoritos. É a atuação mais icônica de Newman, um filme carregado de performances poderosa de George Kennedy, Dennis Hopper, Harry Dean Stanton, Jo Van Fleet, Strother Martin (“que temos aqui é falha na comunicação”) e Dick Davalos, para citar algumas. 

É provável que o papel de Luke Jackson teria sido de James Dean, e não de Newman, se ele não tivesse morrido em um acidente de carro. Dean provavelmente também teria estrelado em The Left Handed Gun, Somebody Up There Likes Me e Hud. Ele era definitivamente a maior estrela naquela época, e sua morte deu a Newman um caminho claro para o estrelato instantâneo.

Cool Hand Luke é visualmente rico com cenários incrivelmente autênticos, dicas culturais, referências de guarda-roupas e estilo. Quem assiste até pensa em morar naquele barracão da prisão. O tinha de tão ruim? Afinal, eles podiam sair, tomar uma gelada, comer ovos e tal.

Acho incrível uniforme velho do grupo de prisioneiros. A evolução do século 20 trouxe uma mudança de atitude em relação à reabilitação nos Estados Unidos. No período em que o filme se passa, até mesmo os sistemas prisionais do sul – pouco conhecidos por suas práticas progressivas – estavam implementando roupas de trabalho mais “humanas” como calças jeans azuis ou cáqui, substituindo os uniformes estigmatizados em preto e branco com listras horizontais.

Luke e seus colegas presidiários usam camisas de trabalho de algodão cambraia azul claro, semelhantes às utilizadas pela Marinha dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial. Os uniformes de Luke e seus companheiros condenados de fato seguem muito o estilo do traje de trabalho militar clássico, mas é lógico que precisavam de alguma indicação clara de que esses homens são prisioneiros e não apenas trabalhadores na beira da estrada vestindo camisas de cambraia e jeans. Assim, cada recluso na Florida Road Prison 36 recebe um par de calças listradas azul-acinzentadas com uma listra grande em cada lado. 

Ao trabalhar, os presidiários do filme vestiam jaquetas de trabalho um pouco mais compridas feitas em jeans azul. Uma solução prática que protege a roupa de baixo e econômica porque tem uma construção bem simples.

Essas jaquetas desestruturadas foram popularizadas por trabalhadores franceses no final do século 19 e se tornaram muito utilizada por trabalhadores e prisioneiros em todo o mundo ao longo do século 20, graças ao corte generoso e construção simples feita em tecidos leves e respiráveis, ​​como algodão e lona e linho

Eu gosto muito deste tipo de casaco e alguns nesse estilo que é conhecido como “chore coat” (casaco de tarefas, traduzindo o nome ao pé da letra). São casacos usados por trabalhadores, condenados, artistas e gente comum do dia a dia. 

O que é um chore coat?

Estes chore coats são geralmente feitos de algodão ou denim (também uma forma de algodão). Os deadstock e os mais novos costumam ser rígidos, pois precisam ser resistentes. Os usados, envelhecidos ou vintage verdadeiros, normalmente são extremamente macios porque foram usados para trabalhar. Algumas pessoas gostam de ter roupas perfeitamente novas e bem cuidadas, mas acho que o charme do casaco de tarefas vem com seu desgaste.

Os primeiros chore coats, conhecidos até hoje como bleu de travail, nasceram em trabalhos forçados na França do século 19, feitos para ferroviários e engenheiros. Confeccionados em  moleskin ou sarja tingidos no que chamamos de azul francês, os primeiros casacos apresentavam três (às vezes quatro, às vezes dois) bolsos para segurar quaisquer ferramentas necessárias para o trabalho.

Eles também tinham uma modelagem solta para facilitar o movimento e para ser usado por cima de múltiplas camadas de roupas, em temperaturas mais frias. Nos meses mais quentes, os trabalhadores podiam subir a gola para proteger o pescoço do sol e desabotoar os punhos para arregaçar as mangas.

Como usar um chore coat?

A primeira ideia para vestir “em liberdade” e fora da oficina, é beber direto na fonte do workwear americano e combinar com botas e raw denim. É muito fácil incluir essa peça nos looks casuais, com camiseta lisa, henley, camisa xadrez e exatamente como Luke, com camisa de cambraia. 

Se você está procurando outra fonte de inspiração, veja como os artistas se vestiam antes dos anos 1980. Quer fossem pintores, escultores ou fotógrafos, o visual é quase sempre o mesmo – calças largas usadas com suéteres esticados, camisas despojadas, slip-ons surrados e calças de alfaiataria mais largas.

O bom desse look é que ele depende de roupas de trabalho, mas não da maneira robusta. Os tecidos são leves e respiráveis, e as roupas são cortadas para proporcionar um movimento fácil e confortável no dia-a-dia. Tendo dito isso, eu gostaria de apontar que não gosto deste tipo de jaqueta quando ela tem a modelagem justa demais, ou muito certinha. Para mim, o charme está justamente em em como ela é desestruturada.

É uma peça robusta e funcional. É uma jaqueta prática para o dia a dia porque tem muitos bolsos. E quem não gosta de jaquetas com bolsos? Também gosto do fato de ser mais comprida do que uma jaqueta de trucker, o que é bom principalmente para quem é mais alto.

Voltando ao Cool Hand Luke. Se você não gostou da jaqueta, eu ainda recomendo. É um excelente filme cheio de vários outros detalhes incríveis, até mesmo o cabelo dos personagens. Carr, o andarilho, e Blind Dick tem penteados muito legais. E o que dizer da incrível trilha sonora, com as canções de Harry Dean Stanton e Paul Newman tocando banjo em Plastic Jesus? 

Assista e volta aqui para me dizer o que achou!

engineer boot goodyear weltedPowered by Rock Convert

1 thought on “Chore Coat: Cool Hand Luke e o Uniforme de Trabalho”

  1. Tem esse filme disponível pra alugar ou comprar na plataforma fo YouTube, procurem pelo título “Rebeldia Indomável “

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *