Peaky Blinders: Um guia sobre o estilo da série

Peaky Blinders

A série Peaky Blinders conta a história da família Shelby. Além de performances poderosas, um enredo fascinante e e ritmo acelerado; Peaky Blinders também conta com trilha sonora impecável e uma fotografia sensacional.

Fazia tempo que uma série não tinha tanta influência no mercado masculino. Os figurinos, que são uma mistura entre a imaginação moderna e trajes de época, cativaram muitos fãs que buscam incorporar os looks dos Peaky Blinders aos dias de hoje. Pretendo então com este texto, dar dicas para aqueles interessados em um visual fiél ao seriado e à época.

O primeiro passo para replicar o visual da série com sucesso é entender que vintage não é um termo genérico. Não existe um “estilo retrô”. Existem diferenças entre as década passada assim como existem diferenças entre os anos 2000 e 2010. Colocar suspensórios e uma boina não é suficiente para obter o resultado desejado.

Em quer período está situada a série Peaky Blinders?

Foto dos Peaky Blinders reais

Os gângsteres nos quais o programa se baseia eram uma gangue de jovens localizada em Birmingham no final do século 19. Dizem que o nome Peaky Blinders vem das lâminas de barbear que a gangue costurava na aba das boinas. No entanto, é muito provável que seja apenas um mito. O historiador Carl Chinn, de Birmingham, acredita seriam um muito caras para uma gangue como os Peaky Blinders, pois eram consideradas uma novidade de luxo na época. O mais provável é que esta ideia seja apenas uma liberdade criativa do autor John Douglas em seu livro A Walk Down Summer Lane.

Não existiu nenhum Tommy Shelby e os Peaky Blinders reais viveram na década de 1890, ao contrário da série que se passa na década de 1920. A foto acima foi tirada de alguns integrantes reais, e você já pode reparar como as roupas são diferentes do que é retratado na série. Afinal, os verdadeiros Peaky Blinders viveram trinta anos antes do período em que o seriado se passa.

Soldados Britânicos feridos durante a Primeira Guerra Mundial
Soldados Britânicos feridos durante a Primeira Guerra Mundial (28 de jul. de 1914 – 11 de nov. de 1918)
Pessoas na quinta feira negra em outubro de 1929
Quinta-feira Negra (em inglês, Black Thursday), como ficou conhecido o dia 24 de outubro de 1929

Peaky Blinders, a série, atravessa o período entre 1920 e 1930. Nas primeiras temporadas, acompanhamos a ascensão dos irmãos Shelby após retornarem da Primeira Guerra Mundial. Ao longo das temporadas seguintes, vimos surgirem movimentos comunistas e a formação sindical do proletariado inglês. Também acompanhamos o crescimento da indústria automobilística e até mesmo o impacto da Lei Seca dos Estados Unidos, que fortaleceu o tráfico de bebidas alcóolicas. Já no final da série, revivemos o início de alguns conflitos que antecederam a Segunda Guerra Mundial, bem como a Grande Depressão instaurada pela Queda da Bolsa de Valores de Wall Street.

Neste intervalo, aconteceram muitas mudanças na moda masculina e por isso não é tão simples afirmar que a alfaiataria clássica é um dos destaques da série. Como vimos, isso pode significar muitas coisas diferentes dependendo da era.

Como se vestir como um Peaky Blinder?

Arthur Shelby

Vamos lá! Preparei o guia a seguir para te ajudar a se vestir com o estilo criado para a série. Ele mostra, de forma geral, as roupas conforme as diferentes épocas do seriado.

Este não é um guia completo sobre o que os homens usavam nas décadas de 1920 e 1930, pois assim como hoje em dia, existiam diferentes tendências e grupos. Vou trazer apenas os detalhes mais comuns no design dos ternos e camisas, modelagem e caimento das peças, e acessórios, como sapatos, boinas e gravatas.

As dicas também servem caso você se interesse pelo período de forma geral, e queira experimentar novas “antigas” ideias. Vamos começar pelas peças mais marcantes: os ternos!

Os ternos em Peaky Blinders

Terno cinza Thomas Shelby
Thomas Shelby na primeira temporada

A série começa em Londres, na virada para a década de 1920 e termina na virada para os anos 30. Então, primeiro, você deve decidir se quer um terno do início dos anos 20 ou um terno do final dos anos 20.

O ponto em comum entre todos os períodos em que a série se passa é que penas as classes alta e média conseguiam gastar com ternos novos. A maioria das pessoas de Birmingham (lar dos Peaky Blinders) usava roupas velhas que nem sempre combinavam ou vestiam bem. Os Shelby tinham uma certa riqueza, e foram adquirindo mais poder com o passar das temporadas. Se vestiam um pouco melhor do que a vizinhança, embora também fossem descuidados na escolha das roupas.

Ternos no Início dos anos 20

Ternos de 1920
Ternos de da década de 1920. Ajustados ao corpo e pouca estrutura.

A primeira temporada acontece em 1919, um período entre a moda eduardiana e o estilo dos Loucos Anos Vinte que é muito diferente das décadas seguintes. Um dos principais motivos é a influência dos estilos da era Vitoriana e Eduardiana, ainda bem recentes.

Em geral, o início dos anos 1920 foi bastante elegante e as ilustrações das publicações de moda e catálogos de produtos da época mostram um estilo “esguio”. Alguns ternos ainda tinham um design bem utilitário, com vários bolsos e cintos. Certos tipos de paletós tinham até cintos externos como aqueles de um trench coat, por exemplo.

Ternos de 1920
Ternos de da década de 1920. Detalhes utilitários.

Observando imagens do começo da série, você deve reparar que os paletós não se parecem com o que você encontra nas lojas hoje. São alguns detalhes aparentemente sutís, mas que causam tanta diferença.

Os blazers e paletós dos anos 20 tinham o abotoamento mais alto do que estamos acostumados hoje em dia. Eu diria que atualmente, o nosso primeiro botão em um terno de dois botões está entre o primeiro e o segundo botão (contanto de cima para baixo) de um terno do início dos anos 20.

A medida que a década avançou, as golas também foram ficando mais baixas em relação ao que vemos hoje em dia. Me refiro ao posicionamento da lapela em relação ao ombro. Marquei estes pontos nas imagens abaixo para ilustrar melhor:

Detalhes dos ternos de Peaky Blinders
Altura da lapela dos ternos
Dois ternos modernos para ilustrar a diferença na altura da gola (o da esquerda, tem a gola mais alta e o da direita mais baixa)

Também é interessante notar que muitas das lapelas na década de 1920 tinham as pontas voltados para cima (em oposição à horizontal) e que muitas jaquetas foram desenhadas para serem usadas com todos os botões fechados, ao contrário daquela regra de deixar o útlimo botão aberto. .

Em comum com os dias de hoje, o visual do início dos anos 20 tem um pouco da tendência atual de modelagens slim. As principais diferenças estão realmente no formato da lapela e posicionamento dos botões. A foto abaixo mostra muito bem esse detalhe. O senhor no meio, veste um terno de dois botões que onde o botão mais alto é mais baixo do que o dos nossos ternos de dois botões atuais.

Os botões em ternos de da década de 1920 eram mais baixos do que os botões hoje em dia.

Os ternos do início da década de 1920 tinham calças justas (porém mais largas do que o nosso slim) com cintura alta e bainha afunilada terminando ligeiramente acima do tornozelo. O paletó tinha ombro estreitos e corte reto. As lapelas podiam ser peaked (pontuda e possui um bico que aponta para cima) ou notched (tem um recorte triangular onde a lapela e o colarinho se encontram).

Além do paletó, era comum vestirem um colete com 5 ou 6 botões, da mesma cor que o terno.

Príncipe de Gales
Príncipe de Gales

O corte dos ternos desta era é ajustado, mas não apertado. A maioria dos ternos skinny modernos são ainda mais justos do que vemos no seriado, e são fáceis de encontrar em qualquer loja de ternos. Se estiver com dificuldade, priorize um paletó que sirva bem nos ombros e tenha pouca “ombreira”. O comprimento da manga, peitoral e as costas podem ser ajustados por um alfaiate.

Ternos de meados para o final dos anos 20

Arthur Shelby

Ao longo da década de 1920, os ternos foram aumentando. Os ternos do final dos anos 20 são mais largos. Tem ombros fortes, é bem acinturados e as pernas são longas para criar uma silhueta atlética: ombros e peito largos, cintura fina e pernas grandes/longas.

Se você quiser um visual que se adapte melhor às últimas temporadas (1924 e 1926), seu terno precisa ter calças mais largas com bainha abaixo do tornozelo, paletós com lapelas largas e um corte mais solto. Neste caso, é melhor procurar paletós mais tradicionais para em seguida realizar os ajustes necessários. A dica aqui é a mesma: procure aquele que veste bem no seu ombro, para depois ajustar a cintura, manga, etc.

Alguns detalhes você vai ter que abrir mão, assim como com os ternos do começo da série. As lapelas eram maiores do que as de hoje, eram arredondadas em muitos casos e tinham suas pontas mais baixas em relação ao ombro e em muitos casos, prática que foi mantida até o final dos anos 1950.

A postura do botão era moderada com o último botão da jaqueta no mesmo plano horizontal do bolso. Não era alto como nos anos 1920 ou baixo como nos anos 1940 e 1950. Basicamente, muitas jaquetas fechavam perto ou um pouco acima do umbigo (cintura natural).

Thomas Shelby
Thomas Shelby com um terno anos 30

Thomas Shelby usou os mesmos ternos durante todas as 5 temporadas, com apenas algumas mudanças nas últimas duas. Faz sentido. O tecido geralmente era o tweed cinza e, mais tarde, a lã azul. Ternos azuis se tornaram muito populares por volta do período da 3ª temporada (1924), trazendo uma mudança na moda, que passou dos monótonos anos pós primeira guerra para os vibrantes anos 20. A moda masculina nessa época desfrutava de maior liberdade de movimento, cor e materiais mais leves.

Em ambos os casos, os ternos eram bastante pesados ​​em comparação com o material mais fino de hoje. Além da trextura áspera, o peso dava a os ternos um caimento diferente do que conseguimos hoje em dia. Você não encontra estes tipos de tecido disponíveis hoje, principalmente aqui no Brasil onde as temperaturas são mais elevadas.

A única saída aqui, se você quiser algo extremamente fiel ao estilo da série, é buscar um alfaiate para te ajudar a providenciar o tecido e fazer terno sob encomenda. O mais próximo do que você vê na série são alguns ternos de tweed texturizado ou em tecidos que tenham algum padrão de tweed falso, normalmente disponíveis no inverno. Uma terceira opção, é procurar os ternos feitos de linho, pois estes também tem uma certa textura.

Essa diferença pode ser notada em Peaky Blinders se você comparar o primeiro terno de Thomas Shelby acima com um terno de uma das temporadas mais avançadas:

Outros ternos usados ​​por Shelby e sua gangue incluem lã marrom, xadrez azul, risca de giz e listra de giz em azul e um tweed marrom-esverdeado. Não se usava ternos pretos (cor reservada para trajes mais formais, como black-tie ou white-tie) ou em cores mais brilhantes naquela parte do mundo

Lenços de bolso também eram utilizados (principalmente branco, mas outras cores e padrões existiam). Eles eram enfiados no bolso sem dar atenção à forma como foram colocados. Se fossem meticulosamente colocados, eram sempre usados ​​com as pontas para fora. A dobra quadrada / TV não foi usada.

Detalhe: Os coletes em Peaky Blinders

Colete Arthur Shelby

O colete vestido com o terno é curto porque a cintura das calças era mais alta. As calças modernas tem cinturas baixas, exigindo um colete mais longo para cobrir o torso já que a camisa não pode ficar exposta entre a calça e o colete, algo que seria considerado extremamente deselegante. Outro tabu é vestir colete com cinto, e o correto neste caso são os suspensórios.

Se o terno que você comprar já vier com um colete, fique atento ao comprimento das peças para não deixar a camisa aparecer entre o colete e a calça. Você pode contornar a dificuldade da cintura baixa comprando a calça um pouco maior ou com um corte mais largo (já que normalmente quando mais justa a modelagem, mais baixa é a cintura). Você pode pedir para ajustarem as larguras da cintura e da perna sem alterar a altura.

Por volta de 1922, os coletes passaram a ter lapelas estilo peak (pontudas). Shelby usou alguns desses nas temporadas posteriores. É um pouco mais difícil achar coletes assim hoje em dia.

Colete Thomas Shelby

Eu diria que Arthur Shelby, por ser o irmão mais velho, é o que tende a ficar sempre mais próximo ao que era vestido no começo dos anos 20, sendo um pouco mais lento para adotar as novidades. Michael Gray, em contrapartida, é um personagem que está sempre mais atualizado.

No momento em que consegue poder, ele começa a se vestir mais próximo do que um gangster dos anos 30 estaria usando (como por exemplo, o personagem Luca que surge nas últimas temporadas). Ombros largos, risca de giz azul marinho, gravata estampada, calças largas com pregas, etc:

Em seus coletes, eles penduravam um relógio de bolso em uma corrente. Os relógios cabem dentro de um bolso no lado esquerdo do colete e a corrente fica presa ao terceiro botão. Se não estiver usando um colete, a corrente do relógio de bolso pode ser presa à cintura da calça e colocada no bolso da mesma.

Como são as calças em Peaky Blinders?

Como já vimos anteriormente, as calças dos ternos no início da série subiam até a altura da cintura real e tinham uma perna estreita que terminava na altura do tornozelo com um bainhas de mais ou menos 5 cm.

Calças Peaky Blinders

No final da década de 1920 e nos anos 1930, a cintura das calças continuou alta mas o corte das pernas relaxou um pouco, e elas ficaram mais largas:

Calças Peaky Blinders anos 30

O comprimento da calça expunha as botas masculinas, mas foi caindo gradualmente até chegar abaixo do tornozelo em meados dos anos 20. Na foto abaixo, repare como as calças de Luca (um gangster italiano) são mais largas do que a do Tommy.

As calças curtas dos Shelby eram um sinal de que eles estavam alguns anos atrás das tendências da moda! Outros detalhes interessantes que revelam a diferença entre a moda de cada período (e mostram como Tommy está “desatualizado”) são o seu casaco antiquado, a sua gola pequena em comparação com as golas mais longas de Luca.

Ao final da série, as calças já tinham proporções maiores, e nesta época algumas até tinham a bainha mais larga. Este design quando combinado com uma cintura bem ajustada, exaltava uma figura atlética: ombros largos com um torso em “V” e pernas longas. Essa é a silhueta que marcou a década de 1930. Veja a diferença entre uma ilustração do início dos anos 20 (esquerda) e uma dos anos 30 (direita) para entender o que eu quero dizer:

Já conversamos sobre algumas ideias para lidar com a altura da cintura em calças modernas. Agora, para você aderir ao visual da bainha é bem simples. Ao comprar o terno, se a loja oferecer a opççao de dar bainha, peça que façam “bainha italiana” (ou leve uma foto). Mas atenção: A calça precisa ter bastante tecido sobrando no comprimento para que essa bainha seja feita.

As calças eram usadas com suspensórios e não com cintos. Os suspensórios eram abotoados por dentro em botões que ficam no lado de dentro da cintura da calça. Se você encontrar um suspensório de botões e a calça não tiver onde prender, é só pedir para pregarem botões (ou você pode fazer isso em casa se souber). Se não estiver encontrando, a solução é aqueles suspensórios de “clip”.

Outras calças incluem as chamadas plus-fours e plus-sixes que não eram usadas apenas para golfe. Pessoas como o próprio Walt Disney as vestiam o tempo todo em vez de calças normais! Calças Oxford, que eram mais largas (muito largas), não eram comumente usadas.

Camisas em Peaky Blinders: Preste atenção na gola!

Camisas em Peaky Blinders

Para os nossos olhos modernos, o que mais incomum nas camisas em Peaky Blinders é o uso de golas brancas, redondas e destacáveis.

As golas são as únicas partes expostas da camisa quando você está sempre de terno. Golas removíveis eram fáceis de limpar, sem que fosse preciso lavar toda a camisa sempr, preservando o tecido por mais tempo e economizando recursos na lavanderia. Também era possível substituir a gola, sem que fosse preciso comprar uma camisa nova. É muito difícil você encontrar camisas com gola removível hoje em dia.

Gola removível da década de 1920
Uma gola alta e removível dos anos 1920

O colarinho redondo, muitas vezes chamado de colarinho clube, era o colarinho principal do final da década de 1910 e início dos anos 20. Em meados dos anos 20, o colarinho pontudo clássico começou a substituir o colarinho redondo.

Golas de camisa dos anos 20

Os colarinhos e punhos eram quase sempre brancos até meados dos anos 20. O corpo da camisa quase nunca era branco (suja muito), e era comum terem listras verticais em azul e cinza. No final dos anos 20, as pessoas começaram a usar uma variedade maior de cores em tons claros pouco saturados, como amarelo, rosa, roxo e verde. O corte das camisas sociais era bastante largo e quadrado, nada de corte slim ainda!

Chapéu Peaky Blinders: Boina Oitavada

A maior parte da gangue Peaky Blinders e dos homens da classe trabalhadora usava boinas. Eram gorros largos e flexíveis de 8 painéis feitos de lã ou tweed (você encontra uma muito parecida na loja Zé do Chapéu). Este era um dos chapéus mais acessíveis e durável para o trabalho manual. Pode parecer estranho ver um homem dos anos 20 vestindo um belo terno com um chapéu casual, mas estava na moda, especialmente com homens jovens e classes trabalhadoras.

Boina e Chapéu

As cores variaram de cinza médio a cinza escuro, marrom a verde, em texturas pesadas de tweed assim como os ternos. Homens mais ricos cobriam suas cabeças com chapéus como o fedora, Homburg ou chapéu-coco.

Gravatas e Acessórios para complementar

É um erro comum pensar que gravatas-borboleta são a única forma de gravata neste período, porque gravatas “normais” definitivamente eram usadas.

As gravatas na década de 1920 eram geralmente muito finas! Gravatas de malha podiam ser lisas ou listradas, mas gravatas de seda são encontradas em uma infinidade de padrões diferentes. A seda de brocado era amplamente utilizada.

Thomas Shelby tendia a não usar gravata, uma ofensa grave para a etiquet ada época (a menos que a ocasião permitisse). Ele preferia gravatas de cores sólidas escuras – preto, azul ou bordô em larguras mais finas, como era de costume nos anos 20.

Algo que eu considero muito interessante é o personagem usar prendedor de gravata quando está de colete. Isso não era comum na época e mostra talvez a “imaginação” da equipe figurinista da série em uma tentativa de criar uma imagem estilosa. Na realidade, um prendedor de gravata é totalmente desnecessário com o colete. É como usar… duas camisinhas! O acessório ganhou espaço quando os coletes desapareceram, para segurar a gravata no lugar (algo que o colete faz com perfeição, certo?).

Em algumas situaçoes mais elegantes ele chegou a usar uma gravata estampada. Na realidade, as gravatas dos anos 20 eram muito mais coloridas do que as que Shelby usava. Esta foi uma das liberdades artísticas dos figurinistas para refletir a personalidade sombria do personagem.

Abotoaduras no punho da camisa no lugar de botões eram um sinal de riqueza (ou falta dela)!

Para o frio: Sobretudos em Peaky Blinders

O sobretudo icônico de Thomas Shelby era um estilo eduardiano antiquado para a época, com gola de veludo preto, lapelas pontudas moderadas e cintura justa.

Teria custado caro na época, até mesmo usado, portanto é apropriado para seu personagem, pois usá-lo mostra claramente que ele não estava em dia com a moda ou não tinha acesso ao que havia de melhor, mas ainda assim tinha poder aquisitivo para adquirir algo que não estaria acessível para uma pessoa da classe trabalhadora.

Outros casacos que aparecem na série estavam mais de acordo com o estilo dos anos 1920, que favorecia linhas retas longas, lapelas largas e grandes, bolsos estilo patch (costurados por cima do casaco, como sacolas) e duas fileiras de botões.

Finalizando: Sapatos em Peaky Blinders

O elemento final de uma roupa Peaky Blinders está nos pés. Os homens da classe trabalhadora usavam botas com cadarço, feitas em couro preto ou marrom, com sola grossa. Mas os Peaky não eram “trabalhadores” comuns…

A imagem abaixo é um anúncio de calçados da década de 1920. As botas mais em baixo, são botas de trabalho. Repare como elas são mais “grossas” do que as botas no topo da imagem (feitas para uso formal). O formato (ou forma) da bota é um dos principais fatores que determina a formalidade da mesma. Se você quiser saber mais, recomendo este texto do blog sobre estilos de botas masculinas.

As botas elegantes, calçadas por cavalheiros, para negócios ou lazer tinham um design semelhante, mas com uma sola mais fina, bico mais alongado e algum tipo de brogue decorativo. Pelo que pude observar na série, as botas que os líderes da gangue calçavam estão mais para estes tipos do que para as botas de trabalho da época.

Calçar botas com terno foi deixando de ser tão comum a medida que a condição nas cidades foi melhorando. As ruas ficaram mais limpas, e as pessoas passavam cada vez mais tempo dentro de um escritório ou dirigindo um carro. Com isso, o sapato passou a ser a norma.

Por isso não é fácil encontrar essas botas sociais hoje em dia. Na dúvida, você pode escolher um sapato oxford preto (ou marrom escuro) que provavelmente vai ficar melhor do que escolher uma bota que não é adequada para um traje de época. Se realmente quiser uma bota, preste atenção nestes detalhes aqui: O formato não pode ser robusto, deve ter uma forma mais “fina”, a sola deve ser de couro ou de borracha sem ser tratorada.

Observações gerais sobre as roupas dos Peaky Blinders

Durante a série, a gangue Peaky Blinders usa a roupa para reforçar seu status na comunidade. Certas escolhas os colocavam “acima” dos outros moradores do bairro mas de certa forma também criavam uma distância da classe alta. Repare que em alguns momentos em que Thomas Shelby quer entrar para o círculo da alta sociedade, ele muda um pouco as roupas para atender todas as expectativas.

Lenin de boina: Um símbolo da classe trabalhadora

Um excelente exemplo são as boinas oitavadas. Este chapéw newsboy cap (jornaleiro) era tradicionalmente usados por trabalhadores. Da mesma forma, os tecidos mais pesados e ásperos que eles utilizam – principalmente nos primeiros episódios – são mais utilizados em situações casuais como caçadas, casas de campo, etc) para trabalho. Não era tão comum ver estes tecidos ásperos em um ambiente mais elegante. Talvez você tenha reparado como os ternos que aparecem quando um episódio se passa em Londres, costumam ser em tecidos mais lisos.

As cores também dizem muito sobre o status, já que quanto mais clara uma roupa, mais cara era a sua limpeza e manutenção. Era mais fácil uma roupa durar por mais tempo sem tantos cuidados se ela fosse escura. Talvez você tenha reparado como os ternos que aparecem quando um episódio se passa em Londres, costumam ser em tecidos mais lisos.

Prestar atenção nestes pequenos detalhes para entender as diferentes sensibilidades em materiais e cores, é um ponto que pode te ajudar bastante nessa empreitada de reconstruir um estilo vintage fiel as suas fontes de inspiração.

Outras inspirações para curtir!

Peaky Blinders tem muitos ternos para admirar, embora seja pouco preciso em recriar a vestimenta da época.

Se você quer realmente ver os ternos masculinos da década de 1920 em ação, eu sugiro assistir Boardwalk Empire, da HBO. Os figurinistas recriaram tecidos a partir das roupas originais dos anos 20 e usaram modelagens autênticos da época para produzir cada terno usado na série. A precisão histórica em Boardwalk Empire é excelente e traz uma ótima referência para roupas masculinas do início a meados dos anos 20.

As duas últimas temporadas de Downton Abbey também são ambientadas em meados da década de 1920 e trazem alguns modismos da classe alta britânica.

O figurino do filme Grande Gatsby de 2013 não tem nada de correto em relação a época em que o filme se passa, mas é válido como exemplo de adaptação de novas roupas para criar um estilo inspirado dos anos 20. O filme original O Grande Gatsby dos anos 1970 é um pouco mais preciso históricamente.

Como você pode, a moda vintage é muito diferente dependendo da época que você está olhando. Espero que você agora olhe para o vintage com uma nova apreciação e conhecimento pois ele nunca foi apenas sobre usar suspensórios de clipe, calças largas e boinas. Tem detalhes sutis e alfaiataria e grandes diferenças de estilo!

Gosto de encontrar inspiração em todas as eras para misturar e combinar os meus aspectos favoritos de cada uma. Use este guia guia para montar um estilo Peaky Blinders ou começar o seu próprio estilo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *