Calça Skinny Colada: Porque não usar a não ser que você pese 40 kg

jeans super skinny
Powered by Rock Convert

Tem um episódio de Seinfeld que me faz morrer de rir. O George se apaixona por uma mulher encantadora chamada Nina, que ele conheceu enquanto usava botas Timberland. Convencido de que as solas grossas escondem o fato dele ser baixo, se compromete a usar as mesmas Yellow Boots toda vez que sai com ela, independente da situação, por mais absurdo que seja. No fim do episódio, os dois viajam para a Índia, onde um amigo em comum vai se casar. George, ainda comprometido com a estratégia, pinta as botas cor de aveia de preto em uma tentativa desesperada de fazê-las parecerem sapatos sociais. Quando a Nina finalmente surta, ela gira e diz secamente: “Você pode tirar essas botas – todos sabem que você tem 1,70 m.

É mais ou menos isso que eu penso de todas as regras de como você deve se vestir para o seu tipo de corpo. As pseudo-científicas sobre como homens mais baixos não devem usar tal e tal; homens mais pesados ​​devem evitar isso ou aquilo. A maioria busca atenuar nossas inseguranças, ao invez de impactar a forma como somos percebidos.

Com essa observação fora do caminho, acho que há uma boa dica geral. Tradicionalmente, a figura masculina platônica é atlética – ombros largos que acentuam a cintura, formando um tronco em forma de V apoiado em um par de pernas fortes e colunas. É a figura que você vê na representação de Davi feita por Michelangelo. E, até recentemente, é a silhueta que os alfaiates tradicionais tentaram replicar para seus clientes.

Considerando que a maioria de nós transita em ambientes que favorecem estilos tradicionais da moda masculina, não há nada pior para quebrar essa figura masculina do que desequilibrar sua silhueta com uma calça skinny caso tenha pernas grossas e um tronco avantajado.

Porque a calça skinny ficou tão popular?

Veja bem, não sou contra as calças skinny. Apenas acho que são feitas para quem é magricela. Ganharam muita popularidade porque houve uma época em que eram diferentões, aceitos apenas por quem era “da moda”.

Isso aconteceu quando o pêndulo da moda masculina balançou de um extremo para ao outro, saindo dos ternos Armani largos e os power suits dos anos 80, para as calças baggy com influências da rua e o look “homem bobo personagem de Friends” dos anos 90. No início dos anos 2000 os jeans colados, assim como as gravatas borboletas, viraram uma espécie de muleta para ser fashion porque quem usava estava na vanguarda.

Parece que as pessoas acreditam que é só usar uma calça apertadassa que elas automaticamente se tornam estilosas. Acho que isso acontece quando idealizamos um uma imagem, ou queremos de todo jeito adotar a estética que achamos legal, mas não percebemos que só vai dar certo depois de algumas adaptações para que a proposta funcione em nosso corpo.

O assunto é subjetivo: cada um tem a sua preferência, seu estilo de vida, seu gosto e uma estética que lhe deixa confortável. Mas que na minha opinião é ser muito vítima da moda, é.

A seguir, vou ilustrar alguns erros comuns de quem quer usar uma calça muito apertada para a proporção do corpo. Depois, quero tentar passar algumas dicas para escolher a calça certa se você está acima do peso,  tem monolitos no lugar de pernas ou simplesmente não pesa 40 kg.

Porque não usar calças skinny colada pra cacete

O visual magrelo Dior Homme de Heide Slimane que reina na moda masculina desde 2002 não é para todos. Todas as apresentações das marcas que levantam essa bandeira são montadas em cima de pessoas muito magras, ou no mínimo magras.

Se a pessoa não tiver o corpo certo, os jeans skinny podem acabar deixando ela com proporções desfavoráveis. Eu chamo essas proporções de físico “muffin top”, físico “perna de centauro” ou “calça de montaria”.

Silhueta “Muffin Top”

jonah hill

Nada vai ilustrar melhor esse efeito do que essa foto do Jonah Hill.

 

Olha que a calça jeans que ele veste nem é tão apertada assim, mas além de não se encaixar na barriga, está totalmente desproporcional ao tronco.

b) Silhueta “Perna de Centauro”

Esse efeito acontece quando a pessoa tem pernas finas, mas um tronco “pesado”, que pode inclusive ser musculoso.

A calça fica apertada demais e ao invés seguir uma linha contínua, as pernas ficam parecendo palitos de picolé.

Silhueta “Calça de montaria”

Quando a pessoa tem coxa grossa, seja atlética ou sobrepeso. A calça acaba ficando esticada nessa parte do corpo e apertada no resto, criando uma proporção parecida com isso aqui:

Não é uma silhueta favorável pois o corpo acaba parecendo uma pera.

Qual a solução?

A solução é não usar calças skinny, a não ser que o seu corpo todo tenha proporções reduzidas.

Isso não quer dizer que uma pessoa que tem o estômago maior do que o peito, ou a coxa maior do que a cintura, não possa usar roupas mais ajustadas.

Não é preciso comprar roupas grandes para “esconder” o corpo. Além de não enganar ninguém, elas ainda podem fazer você parecer maior do que realmente é.

A melhor sugestão é comprar roupas com corte regular ou largo, que servem adequadamente nas áreas primárias do seu corpo (pescoço, ombros, comprimento da manga, cintura, coxa) e reestruturar o restante da peça com a ajuda de um alfaiate para que ela contorne bem o corpo de acordo com a sua silhueta como um todo.

Olha só alguns exemplos de como evitar os looks acima:

Como evitar Muffin Top

jonah hill

Acima, um Jonah Hill, ainda em sua era acima do peso.

Repare como a calça e a blusa azul um pouco mais larga contornam o corpo, criam uma figura bem melhor e evitam a proporção “muffin top”.

Foi simples: escolheu uma calça um pouco mais larga e trocou o suéter apertado por uma blusa mais solta.

Como evitar Perna de Centauro

jonah hill bota wolverine

Nessa segunda foto, ele já perdeu bastante peso. Dessa vez, apareceu usando uma calça slim, mas não colada.

Dessa forma, sem exageros, ele evita a “perna de centauro” e forma uma silhueta proporcional. Concorda?

Obs: A bota que ele calça é uma Wolverine 1000 Miles

Como evitar Calça de Montaria involuntária

Achei um blog (que já parou) chamado “Tights Bigger Than Your Head“. Como o nome já diz, o autor tem coxas grossas.

Sei que o estilo dele é bem diferente do da pessoa na foto da “calça de montaria”, mas é um bom exemplo de um cara que escolhe roupas simples que se encaixam no corpo dele, ao invés de ele tentar forçar o corpo nas roupas.

 

Separei alguns outros exemplos de pessoas com estilos e composição física diferente.

Michael Williams faz uma linha mais tradicional, e o estilista Dao-Yi mais streetwear. Os dois são magros, mas mesmo assim, acho que entendem que a calça apertadinha não ia dar certo:

Justin Bridges, do Tucked Style, também é um que estaria para a “calça de montaria” se usasse calças apertadassas. Ele consegue construir o seu estilo, bem fashion, sem apelar para nada agarradinho:

Olha, cada um tem seu estilo pessoal, e leva muito tempo e confiança para desenvolver esse estilo ao ponto de aceitarmos nos vestir para quem somos. Todo mundo tem as suas afetações e as suas preferências. Podem ser bonés, tênis de cano alto, calças curtas, calça dobrada, gravatas borboleta, botas, raw denim, calça skinny, o que for.

Usar as roupas de acordo com o certas regras faz parte do caminho mas não podemos ter medo de tentar e cometer erros para testar o que gostamos. Cada pessoa faz seus ajustes de acordo com seu contexto e seus conceitos.

Tudo faz parte do crescimento, mas é preciso dar um passo para trás e analisar se uma escolha realmente fica tão boa em você quanto no cara que pesa 40 kilos.

A calça apertada, ao ponto de ser zero lisonjeante, entra na categoria de tentarmos forçar uma idealização que temos na cabeça, ao invés de moldar essa imagem para nos servir. O famoso “fashion victim”.

Não adianta querer usar algo que não funciona para a gente. Ao contrário do que essa obsessão do mercado com tendências tenta nos convencer, não é preciso usar calça apertada, nem terno, nem sapato, nem cano alto, nem sneakers e nem jaqueta de couro para se vestir/sentir bem. Tampouco é preciso forçar o nosso corpo a ser uma coisa que não é. O que é realmente indispensável, é que você seja você!

banner-loja-geralPowered by Rock Convert
Lucas Azevedo
Escrito por Lucas Azevedo
Apaixonado por experiência do cliente, varejo e produtos. Criei o Só Queria Ter Um para compartilhar minhas experiências com botas, raw denim e vintage!