Loja Red Wing Boots: Como foi visitar a loja no Japão?

Loja Red Wing Boots
Powered by Rock Convert

Já aconteceu de você entrar em uma loja e sentir vontade de comprar tudo? Sentir alguma coisa no ar que faz tudo parecer mais interessante, feito para você. Eu me senti assim na loja Red Wing Boots em Tóquio.

A Red Wing é uma marca de botas muito apreciada por todo fã de botas que se preza. Essa admiração não é necessariamente pelo produto. O que encanta as pessoas no mundo todo é a história de um empreendimento com mais de 100 anos que continua alinhado com a sua missão inicial.. A experiência na loja no Japão, tão distante de Minnessota, não desaponta.

Muito provavelmente foi o ambiente que fez com que eu me sentisse assim. Já sou fã e tenho botas da marca mas essa foi apenas a segunda vez que entro fisicamente no território deles. A primeira foi em Berlin e eu não estava preparado para absorver os detalhes. Todas as minhas outras experiências anteriores foram online ou mediada por terceiros.

Quero mostrar para vocês um pouco mais do espaço da Red Wing em Tóquio!

A Red Wing da nossa imaginação – Transformando sonho em realidade

Loja Red Wing Boots

Vocês sabiam que foi o Japão que começou a linha Red Wing Heritage? A linha nipônica surgiu porque eles queriam resgatar os arquivos da marca centenária.

O Japão tem uma história interessante com a moda norte americana. Durante o período após a segunda guerra mundial eles desenvolveram uma espécie de admiração pela liberdade e sonho americano, e através dos soldados tiveram contato com produtos globais que não conseguiam comprar. Isso valorizou roupas como calças jeans Levis e botas da Red Wing, criando uma versão romântica idealizada do que elas representavam.

Quando essas pessoas ficaram mais velhas e conseguiram o dinheiro para comprar os produtos o Japão já estava bem mais inserido no mercado global. O grande problema é que as calças Levis e as botas que eles encontravam nas lojas eram muito diferentes das que eles tinham na memória, nos sonhos da juventude.

Isso levou os japoneses a começarem uma caçada pelo vintage e também criar marcas especializadas em reproduzir calças jeans e outras peças vintage. Aos poucos eles foram trazendo de volta os produtos que admiravam na juventude, literalmente resgatando o passado.

Loja Red Wing Boots

Uma dessas marcas que vieram a simbolizar o ideal estilo norte americano era a Red Wing Boots, que até um tempo atrás só fazia botas para trabalho e indústria. Ela não era uma marca de moda para eu e você usarmos. Os japoneses se contentavam em colecionar os modelos antigos até que conseguiram uma parceria para relançar uma bota.

Foi formada a Red Wing Japan, especializada em lançar exclusivamente no mercado japonês os modelos moc toe do passado, botas Iron Ranger e outras. De lá, o projeto evoluiu para a Europa e finalmente chegou nos Estados Unidos, onde foi unificado sob a bandeira Red Wing Heritage.

Loja Red Wing Boots em Tóquio – O ambiente e os produtos

Loja Red Wing Boots

Existem várias lojas da Red Wing nos Estados Unidos mas nenhuma exclusiva da Red Wing Heritage. Essa loja no Japão só vende os modelos vintage, e é incrível! Através de uma linguagem silenciosa, com cores e iluminação, o ambiente capturou a minha atenção. Antes de eu passar pela porta, ainda na frente da placa e dos tijolos, o vendedor já havia ganho uma enorme ajuda no processo de venda.

Passear pela loja foi um prazer. Cada canto com uma mobília industrial, botas originais com décadas de idade, e itens que remetem ao histórico da marca foi um estímulo agradável. A descoberta sobre o processo de fabricação através das máquinas e displays com produtos desmontados, me ensinaram muito. A interação com as mercadorias já usadas e a conversa com outros clientes e vendedores me fizeram sentir em casa, falando a mesma língua com estranhos de outros países.

Loja Red Wing Boots

Loja Red Wing Boots

Loja Red Wing Boots

É um show de apresentação. Nas prateleiras ficam os sapatos e botas, incluindo alguns modelos exclusivos. Tem acessórios, cintos, cadarços, palmilhas, produtos de limpeza, sacolas e bolsas, algumas camisas e chapéus que completam o mix. Não é nada exagerado mas os elementos de decoração, pisos, paredes, tetos, iluminação, sinalização e botas são totalmente condizentes com o posicionamento de mercado que a gente vê na internet.

Não temos dúvida de tudo faz parte de uma estratégia de marketing, mas isso tudo só é possível de forma tão natural se existirem produtos para sustentar o universo e material real para compartilhar. Isso a Red Wing tem de sobra, não precisa inventar e soube aproveitar.

Não vender lifestyle – Vender botas para quem quer boas botas

Loja Red Wing Boots

Além do visual maravilhoso, o serviço é esplendido. É muito legal ficar observando o pessoal trabalhar, porque eles realmente parecem gostar do produto.

Os vendedores arranhavam o inglês, mas me explicaram sobre a história e falaram de como a linha vintage começou no Japã. Eles me mostraram produtos antigos, apontaram quais botas usadas eram deles, e me perguntaram sobre as botas no Brasil. Todos são super engajados e receptivos. A variedade de cliente também me deixou muito feliz.

A Red Wing Heritage tem botas bacanas super bem feitas. É uma marca legal, que se posiciona com uma imagem especial e mais carregada no estilo e na moda do que a “marca mãe”, mas os valores que ela leva para o cliente são o mesmo que levaram o fundador a montar a primeira fábrica.

Loja Red Wing Boots

É muito bacana ver que ninguém é marrento e que o produto é visto como uma coisa normal. Nada é caricato, como se principalmente em campanhas tentando recriar esse universo.

Entram clientes homem, mulher, entusiastas, gente estilosa e os desavisados. Quem calça as botas é gente comum que não usa bandana, não precisa ter moto nem barba e muito menos levantar a bandeira do “workwear”. Não tem competição de quem descobriu primeiro, de qual é a audiência certa e quem está mais alinhado com a proposta. Galera só quer uma bota legal e boa.

Detalhes da Loja

Loja Red Wing Boots

Eu tirei umas fotos com o celular de algumas botas antigas que eles tem na loja. Deve ser muito legal encontrar um produto desses abandonado em algum canto, novinho em folha:

  • Algumas botas antigas. Modelos da Red Wing de 1950 e 1940

Loja Red Wing Boots

  • O móvel preto é onde ficam os sapatos mais sociais. A Red Wing tem alguns modelos que eram calçados por carteiros e gerentes de fábrica que hoje são os “menos rústicos” da linha. A bota no expositor é o modelo Red Wing Pecos. Durante muito tempo ele só era vendido no Japão. Em baixo, o vendedor que me atendeu!

Loja Red Wing Boots

  • A bota preta é um modelo de moc toe que só existe no Japão. No canto inferior direito é a bota “Munson Boot” uma colaboração entre a Red Wing e Nigel Cabourn.

Loja Red Wing Boots

  • Botas e sapatos, com destaque para um corte transversal de uma bota Redwing Beckman mostrando as camadas de couro, de cortiça e de aço.

Loja Red Wing Boots

O Japão é um paraíso para quem gosta deste tipo de produto. Não é um exagero dizer que eles fazem melhor do que os Estados Unidos. Eu visitei várias lojas incríveis e vou postar aos poucos aqui no blog. Você pode conferir todas elas acessando a categoria viagem ao Japão.

engineer boot goodyear weltedPowered by Rock Convert

6 thoughts on “Loja Red Wing Boots: Como foi visitar a loja no Japão?”

  1. Avatar
    Andre J

    Mais um sonho de consumo.
    Muito legal esta visita…parabéns.

    1. Obrigado Andre. Eu não prometo uma Red Wing, mas espero até o final do ano ter quatro surpresas muito legais para contar aqui no blog e pode ser que uma delas deixe você mais perto do seu sonho.

  2. Muito legal ver como os japoneses têm interesse em tal tipo de bota (muita influência americana kkk) c:

    Gostei do ambiente, principalmente por eles exporem lençóis de couro pendurados e a máquina de costura. Não conhecia a marca, mas vendo os modelos registrados, pude perceber que, de longe pelo menos, parecem produtos de qualidade incomparável hehe

    Fica como sugestão caso eu consiga visitar o Japão algum dia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *