Tipos de Couro em Inglês

Bota alden indy boot em couro shell cordovan

 

Ou por que eles são melhores no marketing, ou por que são mais detalhistas quanto ao material, os gringos sempre tem uma classificação bem mais específica para os produtos. Como as melhores lojas online são lá de fora, aí vão alguns nomes comuns para ajudar na hora de caçar, e principalmente na hora de racionalizar o preço. Quando perguntarem porque você pagou isso tudo em um sapato marrom, pode falar que é Chromexcel.

Calfskin leathers

É o couro dos boizinhos. Ë fino, com uma textura lisa e poros pequenos. Ele não enruga e tem boa flexibilidade. Calfs são as vacas novas, os bezerrinhos, que por serem jovens ainda não tem marcas e rugas na pele. Quanto melhor a calf skin, mais lisa ela é.

O boxcalf é um tipo específico de couro. O nome “box” é meio banalizado, mas o box mesmo é feito apenas com peles sem nenhum defeito, de bezerros com cinco ou seis meses de idade que tenham pelo muito denso (o que significa poros menores). É um couro cromo, que precisa ter uma espessura específica e passar por um processo especial.

Rough-out

O rough-out parece a camurça mas não é. Pelo menos no sentido geral que a palavra “suede” tem. Se alguém se deu o trabalho de escrever que o produto é feito de couro rough out é porque ele quer mostrar que é uma pele full grain virada ao avesso. Na camurça a pele é dividida no meio e a parte de baixo é usada para camurça.

No rough out a pele não é dividida e a parte lisinha que deveria ficar para fora da bota fica para dentro e a peluda para fora. O couro é mais espesso e mais durável que a camurça. O material mantém a resistência à água do couro normal, mas não mostra arranhões e riscos que nem a pele lisa do sapato social. Esse couro é o mais bonito de todos depois de usado.

English Bridle Leather

É couro vacum (bovino) atanado (curtimento com taninos vegetais). Os dois lados do couro passam por um processo chamado “hot stuffed” que enche a pele de ceras animais e gordura processada até que o couro fique completamente impregnado. O couro cuida de si mesmo porque os óleos e ceras lá de dentro vão subindo e mantendo a superfície hidratada. Esse processo custa tempo e dinheiro, então só costuma ser feito com peles excelentes. As vezes você vê um cinto marrom simples e se surpreende com o preço, pode ser por causa do material.

Horsehide

Horsehide é o couro de cavalo. Feito com a parte dianteira do cavalo, para ser mais exato. É mais espesso e mais resistente do que o bovino. Visualmente, é parecido, só que é mais pesado e tem umas rugas mais ásperas. Por ser um couro bem forte, ele é utilizado em jaquetas de motocicleta (principalmente as mais antigas, quando a utilização do couro era mais liberada). Em calçados, é mais comum em botas.

Shell Cordovan

Shell Cordovan é o traseiro do cavalo. A parte mais grossa e mais resistente da pele. Na verdade o shell cordovan é uma membrana, e não uma pele. É curtido em um processo vegetal por muito tempo até ficar pronto. A Horween leva seis meses para terminar o couro, e alguns curtumes inglêses demoram 10 anos.

É bem raro, por causa da quantidade limitada de matéria prima e também por causa do conhecimento do processo. Por isso o preço também é alto. O couro é bem lisinho, com grãos muito pequenos. O processo deixa o couro bem encerado, com uma cor muito rica e meio brilhante.

É bem resistente, e uma bota ou sapato de shell cordovan pode durar várias décadas. Quando usado adquire rugas diferentes do couro normal. As rugas não são dobras, estão mais para ondulações.

A palavra Cordovan também aparece bastante no nome de calçados por causa da cor meio vinho, que é a mais popular e tradicional do shell cordovan. POu seja, uma bota feita de shell cordovan é uma coisa, uma bota cor cordovan é outra.

Pebble-grain leather ou Scotch Grain Leather

É o couro com granulado “carimbado” por cima da pele. Pode ser de várias orígens.

Couro Chromexcel

Esse é um couro da Horween que é curtido duas vezes. Primeiro passa pelo curtimento vegetal, e depois pelo cromo. Ele retém muito óleo e tem um acabamento muito bonito. É um couro pullup, que muda de cor quando pressionado. É muito fácil de remover marcas, por causa da quantidade de óleo.

Chromexcel é o nome específico deste tipo de couro feito pela Horween (várias cores) mas existem outros cortumes que fazem couros tipo pull up. O mais famoso, e considerado o melhor, é o pull up Chromexcel da Horween. Significa um aumento no preço de qualquer produto!

Kudu Leather

Tem muitas botas, especialmente colaborações, que são feitas de um couro chamado Kudu leather. Ele não é feito do antílope africano. É um couro bovino altamente oleado. Um processo parecido com o chromexcel, só que manual. Ele também é mais espesso do que o normal. Pode também ser um couro do animal africano, mas a grande maioria das marcas que utilizam em calçados são americanas, e compram couro da Horween.

Suede (Camurça)

O suede (camurça) é a parte de baixo de uma pele dividida em duas. Depois do curtimento, a pele é dividida em duas partes, e a de baixo é lixada para levantar os pelinhos. Ela fica muito macia e flexível. A diferença pro rough out é que nele a pele não é dividida em duas, só invertida. O pessoal parte a pele para aproveitar em dobro (forram os sapatos com algo mais barato) e também para deixar o couro na espessura desejada, por motivos de flexibilidade, conforto, caimento, etc.

Nubuck

A camurça é a parte de baixo, e o nobuck é feito com a parte de cima (onde ficam os poros e onde ficava o pelo). Esse lado é raspado até ficar meio escovado. Ainda da para ver os grãos se você olhar bem de perto. Eu achei essa foto bem legal, que mostra umas peles de jacaré antes e depois (nobuck):

 

7 comentários em “Tipos de Couro em Inglês”

  1. Thiago Braido

    Boa tarde Lucas,

    Você poderia falar algo também sobre cromo alemão como esse da Pacco:
    https://www.pacco.com.br/prod,idloja,11021,idproduto,3008690

    Ou mesmo da fascar, que possui alguns modelos e os preços estão em torno dos
    reais.

    Qual seria o nome em inglês para estes?

    Há também o cromo argentino na Pacco e no sapatos de franca
    https://www.francasapatos.com.br/sapato-masculino-oxford-cromo-argentino-pinhao-707-701-987

    Você saberia o quão melhor são os de cromo alemão para justificar o preço?

    1. Oi Thiago, boa tarde,

      Ocouro é um material oriundo da pele animal que é curtida por dois principais processos: vegetal (mais antigo) e mineral (mais recente, mas ainda antigo). O processo de curtimento serve, basicamente, para que a pele não sofra o ataque de microorganismos decompositores e apodreça.

      Existem três principais métodos de curtimento:

      Cromo: Couro curtido e recurtido ao cromo (mineral)
      Atanado: couro curtido com curtentes (tanino) vegetal. Conhecido como “couro vegetal”, ou “vegetable tanned leather”
      Semicromo: couro curtido ao cromo e recurtido com curtentes vegetais.

      Cada um tem as suas vantagens. O atanado tende a ser mais rídigo e mantém melhor a forma. Costuma ser usado nas solas, palmilhas de montagem, e forro. O cromo é mais flexível e por isso é mais usado no cabedal.

      Na minha lista quando eu falo dos tipos eu estou falando principalmente da pele. Um calfskin pode ser tanto cromo quanto atanado. O Horween Chromexcel, por exemplo, é um semicromo já que ele passa pelos dois processos.

      Cromo alemão, teóricamente, deveria ser um couro que vem da Alemanhã e passou pelo processo de curtimento mineral (através do cromo) e o Argentino um que veio da Argentina. Esses dois países tem boa reputação na fabricação de couro então as palavras vem com peso.

      Podem até ser o “mais nobre dos couros”, mas não por ser cromo (já que 95% dos sapatos de couro verdadeiro no mercado são de couro cromo). O país pode significar que vem de um curtume bom, mas só com essa informação é impossível dizer.

      Acho que hoje em dia virou apenas um jeito de falar que um couro dos bons curtido a base do cromo, e aí você precisa confiar que a sapataria está dizendo a verdade (aí entra a reputação).

      Resumindo: Essa descrição de ser cromo não diz nada de mais. Ele só me fala que o curtimento foi mineral com cromo, que pode ter sido bem feito ou mal feito. A origem do país é interessante, porque alguns lugares tem reputação muito boa.

      Inclusive, quando você compra um daqueles sapatos sob medidas caros feitos por sapateiros muito bons ou então alguns sapatos prontos de sapatarias tradicionais eles costumam te dizer em qual curtume a pele foi processada e de onde ela veio, porque alguns tem nomes fortes (assim como os ternos caros vem com a origem da lã, já viu?).

      Espero ter respondido a dúvida. Acho que dá um texto legal para complementar o post!

  2. Rafaelle Rossi

    Olá, Lucas! Este foi o artigo mais completo, bem feito e maravilhoso sobre esse universo do couro que já vi na vida! Meus parabéns pela qualidade do texto e capricho! Abraços!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.