Fivela no cós do jeans: Você conhece este detalhe também chamado de “back cinch”?

Você já viu uma fivela traseira no cós de algum jeans vintage ou em alguma reprodução? Esse detalhe é chamado “back cinch”. Sua função era apertar a cintura da calça, antes do cinto se tornar popular.

Do final dos anos 1800 até o fim da década de 1930, o cinto não era um acessório tão popular. As pessoas seguravam a calça no lugar com suspensórios, e a fivela traseira no cós para completar o ajuste era uma característica comum de quases todas as calças jeans.

O design é formado por duas tiras de denim reforçadas por rebites, patenteado pela Levi’s entre 1872 e 1890, ou travetes e unidas por uma fivela. Com o tempo, outros designs foram surgindo, e diversas patentes registradas – sempre em busca de um diferencial. Como muitos outros detalhes, foi removida por motivos históricos, mas voltou a aparecer nas últimas décadas com o aumento no interesse por verdadeiros jeans vintage ou inspirados no vintage.

Por que a fivela desapareceu

Quase todo mundo usa um cinto hoje em dia. Mas no passado isso não era comum e as calças jeans nem sequer tinham passantes. As primeiras calças jeans tem botões para suspensório e, quase sempre, a fivela ajustável no cós ou na pala. Essas eram as duas opções para manter a calça no lugar.

Como muitas outras características na história da calça jeans, a história da fivela no cós gira em torno da Levi’s. Em 1872, a marca patenteou o design com rebites e lançou as primeiras calças jeans. O cinto começou a se tornar uma peça mais comum no vestuário no início da década de 1920, e a Levi’s lançou em 1922 o primeiro jeans 501 com passantes para cinto.

Mesmo com a novidade, os botões de suspensório e fivela no cós permanceram. Os clientes podiam escolher entre segurar seus jeans à moda antiga ou acompanhar os novos tempos e usar um cinto. Era comum que os mais jovens cortassem a fivela e arrancassem os botões, enquanto os mais velhos seguiam utilizando suspensórios e a fivela, ignorando os passantes. Ao manter as duas opções, muitas marcas de jeans garantiram que suas roupas fossem atraentes para clientes novos e mais jovens, ao mesmo tempo que atendiam clientes leais e antigos também.

A fivela ficou para trás no início da década de 1940, e o cinto venceu como o método preferido para segurar a calça jeans na cintura. Um indicativo dessa mudança, foi o lançamento de um novo Levi’s 501 em 1944 sem fivela no cós e sem botões ara suspensório. Além da popularidade do cinto, outro fator responsável pela mudança foi o racionamento de recursos devido a Segunda Guerra Mundial. Uma ordem do governo dos Estados Unidos fez com que todos os fabricantes retirassem uma certa quantidade de material de suas roupas.

Embora a “back cinch” não seja totalmente funcional para aqueles que buscam um look profissional, os que se interessam pelo design e estilo vintage podem se interessar. O jeans clássico que você encontra nas lojas difícilmente terá este detalhe, e mesmo marcas renomadas costumam errar com frequência ao incluir uma fivela no cós.

Com o aumento do interesse pela era de ouro do workwear, muitos fabricantes, incluindo a Levi’s, trouxeram a fivela de volta. Separei alguns exemplos, mas sinta-se à vontade para adicionar suas reproduções favoritas na seção de comentários!

Bronson Lot 910
Old Blue Co “The Prospector
Levis Vintage Clothing 1933 501
Jeans modelo “Black Smith” feito pela marca Rising Sun

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *